Ir para o conteudo

Chatbots com Inteligência Artificial: como usar para alavancar as vendas

* Por Diego Andrade

Se você quer reduzir os custos com atendimento e aumentar as suas vendas, precisa aprender como usar chatbots na sua estratégia de Marketing Digital. Afinal, essa ferramenta tem uma influência positiva na área.

Antes de saber como usar chatbot, no entanto, é importante compreender que esse recurso pode ser amplamente usado atualmente, com resultados significativos para a sua empresa. Por exemplo, atualmente o WhatsApp está disponível em 99% de todos os smartphones do Brasil. Portanto, um chatbot instalado no mensageiro pode tornar sua campanha mais acessível para o público.

Quer saber como usar chatbot adequadamente na sua estratégia de marketing? Então siga a leitura do artigo abaixo!

O que é um chatbot?

Para poder entender como usá-lo, precisamos em primeiro lugar compreender o que é Chatbot. Trata-se de um tipo de Inteligência Artificial especializado em atender pessoas, tirar dúvidas e entreter em conversa. No Marketing Digital, o chatbot é usado majoritariamente no atendimento pré e pós-venda. Basicamente, ele é um recurso que ajuda a elucidar dúvidas e explicar mais profundamente o funcionamento de um produto ou serviço.

Para as empresas de tecnologia, por exemplo, usar chatbots no marketing é vital. Com esse recurso, elas conseguem tirar dúvidas dos usuários de seus softwares e aumentar o valor do produto vendido. Além disso, uma vantagem poderosa do uso de um chatbot no atendimento aos clientes é o fato do recurso ser facilmente instalado em várias plataformas de fácil acesso aos consumidores.

Por exemplo, é claro que é possível instalar um chatbot em um site, em uma zona acessível apenas por quem tem um login e senha. No entanto, essa é uma opção que torna o recurso inacessível para muita gente. No entanto, uma das vantagens de saber o que é chatbot e como instalá-lo é ter a autonomia para colocá-lo em vários aplicativos como o WhatsApp, Facebook, Instagram ou Twitter.

Como já mencionado, o WhatsApp tem grande penetração na sociedade, mas as redes sociais não ficam atrás. O Facebook, por exemplo, tem público de 127 milhões de usuários no Brasil.

Como usar chatbots para vender mais?

Agora que entendemos como o que é um chatbot, é hora de compreender como usar essa ferramenta para vender mais. No geral, existem duas estratégias básicas que podem ser aplicadas por qualquer empresa com essa ferramenta: a educação do mercado e o aumento de disponibilidade de fechamento.

A educação do mercado tem a ver com a implementação do chatbot como ferramenta de atendimento pré-venda. Na prática, ele pode ser o ponto que vai receber todos os potenciais leads com dúvidas sobre o produto ou serviço da empresa.

Pense, por exemplo, em uma corretora de investimentos que queira apresentar uma carteira de ações específica que teve 50% de rendimento em 12 meses. Essa carteira vai, naturalmente, gerar dúvidas nos potenciais leads. Afinal, qual a estratégia? Quais os resultados mais antigos? É uma estratégia confiável?

Por isso, a estratégia de marketing pode direcionar todas as dúvidas para o chatbot e ajudar a educar os leads em relação ao serviço oferecido pela empresa. Isso ajudará a aumentar as vendas ao valorizar mais o produto perante o mercado.

A segunda forma pela qual o chatbot pode aumentar as vendas é ao estar disponível para fechar negócios 24 horas por dia. Afinal, nem todas as empresas conseguem ter um atendente para fechar vendas disponível o tempo todo.

Imagine, por exemplo, que a sua empresa é um consultório odontológico. É claro que, normalmente, os negócios são feitos em horário comercial e as pessoas ligam para marcar consultas das 9h da manhã até às 5h ou 6h da tarde. No entanto, ter a possibilidade de agendar consultas 24 horas por dia significa fechar mais negócios na agenda.

Portanto, o chatbot pode ser instalado para atender o público a qualquer momento e fechar as vendas que o time de vendas ou de atendimento não seria capaz por causa do horário ou das limitações físicas.

Vale a pena usar um chatbot na sua estratégia de marketing?

A resposta para essa pergunta é fácil: sim, vale a pena. É claro que nem toda estratégia de marketing tem espaço para a instalação fácil de um chatbot e nem todo atendimento deve ser feito por ele.

Muitas pessoas do mercado B2B, por exemplo, dão mais valor para o atendimento humano do que robotizado. Por isso, é importante ter sensibilidade para analisar a questão e saber em qual momento ter um atendimento via chatbot e em qual situação ter atendentes humanos.

Além disso, nem todos os modelos de negócios poderão explorar ao máximo a ferramenta. Empresas de software, por exemplo, são naturalmente boas para trabalhar com chatbots, mas outros setores podem não ser assim.

Seja como for, é importante analisar a ferramenta e ver como ela se encaixa na sua estratégia ou que tipo de portas ela abre para o seu marketing. Afinal, é como uma ferramenta real: você pode usar um martelo para colocar um prego na parede, mas não para consertar um computador. O segredo para saber como usar chatbots é entender o que eles fazem, quais benefícios trazem e em que lugar colocá-los. 

* Diego Andrade é Link Builder na Agência Planejador Web.

Convidado Especial
Quer ter o seu conteúdo publicado no Startupi? Fale com a gente pelo contato@startupi.com.br.

Matérias Relacionadas