Em 2005, um trabalhador independente da Califórnia criou uma forma diferente de trabalho. Ele imaginou um lugar onde outras pessoas pudessem trabalhar juntas, colaborar, viver em comunidade, ter maior produtividade e explorar a criatividade. Era Brad Neuberg e a palavra que usou para descrever a sua visão foi coworking. O dia 9 de agosto é considerado o Dia Internacional do Coworking, quando espaços de coworking de todo mundo celebram a visão de Neuberg.

Por isso, ao longo desta semana, entre 10 e 14 de agosto, a BeerOrCoffee, plataforma de escritórios on demand do Brasil, realiza a Coworking Week. A plataforma vai oferecer uma semana de diárias grátis nos coworkings participantes.

Os espaços participantes são aqueles que aderiram à certificação Escritório Mais Seguro: BeerOrCoffee & Sercon e atenderam as boas práticas de distanciamento e desinfecção de superfícies e objetos. Para participar basta acessar o link. 

A pandemia exige cuidados, por essa razão a campanha não será como no ano passado. O usuário poderá aproveitar (com responsabilidade) uma semana gratuita nos coworkings da rede (com restrições), mas o objetivo principal neste ano é mostrar a importância do coworking para o futuro do trabalho.Trabalhar somente em home office, considerado um tipo de trabalho remoto, não é sustentável, na opinião de Roberta Vasconcellos, CEO e cofundadora da BeerOrCoffee. Ela acredita no aumento da adoção do trabalho remoto por trabalhadores autônomos e empresas, de forma híbrida, em que o colaborador possa escolher entre trabalhar de casa, de um coworking ou do escritório.

Para a consultoria Cuschman & Wakefield, após meses de home office forçado, 73,8% das empresas pretendem implementar a prática de forma permanente no Brasil.

Outra pesquisa, desta vez da Catho, uma das empresas líderes mundial em recrutamento online, mostrou que entre os mais 7 mil profissionais e 370 empresas de todo Brasil entrevistados, 48% das companhias mantiveram a mesma produtividade antes e durante a quarentena, enquanto 19% afirmaram ter aumentado. Com esses resultados, planejam investimentos em trabalho remoto (35%), treinamento para colaboradores em trabalho remoto (37%) e tecnologia (49%).