A Amazon anunciou hoje a ampliação do programa Projeto Zero, que ajuda a identificar produtos falsificados em sua plataforma. Além do Brasil, outros seis países também serão contemplados: Austrália, Holanda, Arábia Saudita, Cingapura, Turquia e Emirados Árabes Unidos, totalizando 17 nações onde a empresa possui uma unidade. 

Segundo Dharmesh Mehta, líder da Customer Trust and Partner Support (CTPS) da Amazon, o programa foi construído com base no trabalho e investimentos de longa data por parte da empresa para garantir que os clientes sempre recebam produtos autênticos ao comprar em lojas da rede. “Estamos entusiasmados em compartilhar que o Projeto Zero agora está sendo usado por mais de 10 mil marcas, de grandes globais a empreendedores emergentes, incluindo Arduino, BMW, ChessCentral, LifeProof, OtterBox, Salvatore Ferragamo e Veet, para citar apenas alguns”.

A BMW, uma das marcas automotivas líderes mundiais com um portfólio de marcas globais, compartilhou que o Projeto Zero tem sido uma ferramenta muito fácil e eficaz para proteger a BMW na Amazon. “Agradecemos muito as ferramentas que a Amazon construiu para nos permitir proteger nossa marca”.

“Estamos entusiasmados em ver que o Projeto Zero está se expandindo para novos mercados”, disse Adrienne McNicholas, cofundadora e CEO da Food Huggers. “O programa já teve um impacto muito positivo em nossos esforços de fiscalização e estamos felizes em ver o compromisso contínuo da Amazon em proteger nossa marca em todo o mundo”.

O Projeto Zero combina a tecnologia avançada e a inovação da Amazon com o conhecimento sofisticado que as marcas têm de sua propriedade intelectual e a melhor forma de detectar falsificações de seus produtos. “A expansão do Projeto Zero da Amazon reforça a proteção de nossas marcas e clientes em nossas lojas em todo o mundo. Estamos entusiasmados com os benefícios que as marcas já viram”. Segundo a Amazon, o processo de detecção é feito por meio de três ferramentas poderosas: 

Proteções

As proteções automatizadas da Amazon examinam de forma proativa e contínua mais de 5 bilhões de tentativas de atualizações diárias de listas de produtos em todo o mundo para procurar por aquelas que são suspeitas. Essas proteções são fornecidas pelo aprendizado de máquina da Amazon e são continuamente alimentadas com novas informações.

Ferramenta de autoatendimento para remoção de falsificações

A empresa investiu recursos significativos ao longo dos anos para prevenir de forma proativa a falsificação e continuar a inovar e construir soluções baseadas em tecnologia. O Projeto Zero vai além para também capacitar as marcas e fornecer a elas uma capacidade sem precedentes de remover diretamente as listagens das lojas da companhia. Essas remoções também contribuem para as proteções automatizadas, para que a empresa possa detectar com mais eficiência possíveis listagens falsas no futuro.

Serialização do produto

A serialização do produto é habilitada por um código exclusivo que as marcas aplicam em seu processo de fabricação ou embalagem e que permite a Amazon escanear e confirmar individualmente a autenticidade de cada compra de produtos registrados de uma marca nas lojas da empresa. Embora a serialização do produto seja opcional, as marcas inscritas no Projeto Zero estão vendo os melhores resultados ao usar essa função.

Para mais informações sobre o projeto, clique aqui.