Após realizar uma nova rodada secundária de investimentos, a TransferWise atingiu o valor de mercado de US$ 5 bilhões – número 43% maior do que o registrado em maio de 2019. A rodada, que levantou US$ 319 milhões, permitiu que funcionários e acionistas que possuíam participações na empresa vendessem suas partes a novos investidores interessados.

Desde seu surgimento, a fintech já captou mais de US$ 1 bilhão em vendas de ações primárias e secundárias. A nova rodada de investimento foi liderada pelo Lone Pine Capital e pelo novo investidor D1 Capital Partners. Atraído pela missão da TransferWise e por seu crescimento acelerado, a Vulcan Capital também se tornou investidora da startup. Além deles, Baillie Gifford, Fidelity Investments e LocalGlobe expandiram suas participações na empresa.

“Há alguns anos que a TransferWise é mantida exclusivamente por seus clientes, sem a necessidade de levantar investimentos externos. Essa rodada secundária foi uma oportunidade de atrair novos investidores e recompensar tanto os funcionários quanto investidores que nos apoiaram até agora”, comenta Kristo Käärmann, CEO e cofundador da TransferWise.

A iniciativa da empresa de não levantar capital primário reforça o potencial do modelo de negócio da empresa, que se mantém em crescimento e gerando lucros. O portfólio da TransferWise foi construído de acordo com sua missão de desenvolver a melhor forma para movimentar dinheiro pelo mundo. Além de oferecer transferências internacionais em diferentes moedas de forma prática, rápida e econômica, a empresa expandiu sua oferta com o lançamento de sua conta multimoeda, uma opção para expatriados, turistas e intercambistas terem dados bancários onde quer que estiverem, como locais. Ao todo, a fintech possui mais de US$ 2 bilhões em depósitos nas contas.

Os funcionários liquidaram suas ações por meio da plataforma TransferWise for Business, um dos produtos do portfólio da empresa que mais crescem no mundo e que deve chegar ao Brasil em breve, pois, recentemente, a empresa recebeu licença do Banco Central do Brasil para operar como corretora de câmbio no País.

Por mês, a Transferwise registra dez mil novos clientes comerciais globalmente. Dez bancos de três continentes, incluindo Monzo, N26, Bunq e, a partir de hoje, o Aspire em Cingapura também utilizam o serviço da empresa para os milhões de clientes deles por meio da API do TransferWise for Banks.

“Ao manter o foco na experiência de seus clientes e inovando constantemente, a TransferWise construiu uma plataforma incrível para o ecossistema de transferências internacionais. Estamos impressionados com os diferentes usos da fintech, que agora atende consumidores, empresas e instituições financeiras no mundo. Estamos orgulhosos em nos tornar parceiros do Kristo, Taavet e todo o time da TransferWise,” afirma Teddy Gleser, acionista da D1 Capital Partners.

Com mais de 2 mil funcionários espalhados por 14 escritórios globalmente, a empresa possui mais de 8 milhões de clientes ao redor do mundo e processa US$ 5 bilhões por mês.