O Conselho de Administração da Wirecard, sede alemã da empresa, decidiu hoje apresentar um pedido de abertura de processo de insolvência no Tribunal Local competente de Munique, que ocorre quando a empresa não pode cumprir suas obrigações de dívida no curto prazo. Isso se dá devido à fatores como fluxo de caixa negativo ou saldo negativo do ativo líquido. Está sendo examinado se as subsidiárias do Wirecard Group também passarão pelo mesmo processo.

A Wirecard, no curso normal dos negócios, recorreu a crédito de instituições financeiras. A empresa afirma ainda que conduziu negociações com as instituições de crédito, levando em consideração os desenvolvimentos recentes. Na ausência de um acordo com os credores, havia uma probabilidade de rescisão e vencimento de empréstimos com um volume de 800 milhões de euros em 30 de junho de 2020 e 500 milhões de euros em 1 de julho de 2020. 

O Conselho de Administração chegou à conclusão de que uma previsão positiva de continuidade operacional não pode ser feita no curto espaço de tempo disponível. Portanto, a capacidade da empresa de continuar como uma empresa em andamento não é garantida.

O Wirecard Bank não faz parte dos processos de insolvência da Wirecard. O BaFin, que é a autoridade reguladora financeira da Alemanha, já nomeou um representante especial para o Wirecard Bank. No futuro, os processos de liberação para todos os pagamentos do banco serão localizados exclusivamente no banco e não mais no nível do Grupo.

Com esta etapa, a Wirecard deseja proteger os interesses apropriados de todas as partes envolvidas na empresa, incluindo credores, clientes e funcionários. A empresa continuará buscando possíveis chances de reorganização, em coordenação com o administrador temporário da insolvência, a ser nomeado pelo tribunal de insolvências.

A Wirecard Brazil enviou uma nota à imprensa:

“Conforme pronunciamento desta manhã, disponível em ir.wirecard.com, o Conselho de Administração da Wirecard AG optou, dentre as diferentes possibilidades estudadas, por iniciar o procedimento de insolvência na Alemanha da pessoa jurídica Wirecard AG. 

No momento, trata-se de um cenário concentrado na Wirecard AG, na Alemanha, que não abrange suas subsidiárias. 

Especificamente sobre a operação da companhia no Brasil, reiteramos que a sua operação, produtos, serviços, processos, atendimento e saúde financeira permanecem inalteráveis e estáveis. As operações da Wirecard Brazil S.A. são independentes da Wirecard AG. 

Os clientes e parceiros de negócios da Wirecard Brazil contam com sua total transparência e comunicação proativa sobre quaisquer eventuais alterações que aconteçam na operação brasileira. As equipes de atendimento ao cliente e ao parceiro de negócios estão à disposição. 

Declarações da Wirecard AG podem ser acompanhadas por meio do seguinte link ou em ir.wirecard.com”.