A WeWork está promovendo globalmente a iniciativa WeWork for Good, projeto que busca contribuir com espaço de trabalho para organizações sem fins lucrativos e entidades governamentais elegíveis que estejam desempenhando um papel ativo no suporte à saúde pública – sejam elas membros ou não membros da WeWork. Neste momento tão desafiador, a empresa busca apoiar quem está na linha de frente dessa luta, dando um novo propósito aos seus espaços.

Uma das organizações beneficiadas é a Associação Médicos do Mundo, que realiza atendimentos médicos a pessoas em situação de rua e seus animais. “Montamos uma força-tarefa para fazer o pré-diagnóstico e monitorar a disseminação da doença nas ruas, por meio de atendimentos quinzenais com serviço de triagem, enfermaria, farmácia, doações de kits de higiene, máscaras, alimentos, e laboratório com testes rápidos para diversas doenças, explica Carla Strafacci, diretora de Comunicação e Marketing da associação. Segundo ela, apesar de a organização ainda não ter tido acesso aos testes para covid-19, cerca de mil pessoas já foram atendidas e aquelas com suspeita de contaminação foram encaminhadas para unidades do SUS.

O BrazilLAB, hub govtech que busca impulsionar a cultura de inovação no setor público brasileiro, e que já era membro da WeWork em São Paulo, também passará a usufruir do benefício da iniciativa. “Para nós, é muito importante apoiar de forma inovadora no enfrentamento da pandemia no Brasil. Por isso, estamos lançando uma força-tarefa que irá capacitar e conectar soluções produzidas por startups ao setor público. São tecnologias na área de saúde, educação, trabalho e digitalização que serão fundamentais para combatermos, conjuntamente, os problemas socioeconômicos trazidos pelo contexto atual”, afirma a fundadora da organização, Letícia Piccolotto.

Para se candidatar à participação na iniciativa WeWork for Good, a organização deve preencher um formulário online disponível no site, comprovando ser uma ONG ou entidade governamental e explicando de que forma contribui para o combate à covid-19. O benefício é válido até o dia 31 de Julho.

Em meio à pandemia, a WeWork busca, também, reconhecer o esforço de diversas empresas cujas atividades são essenciais para a sociedade neste momento de pandemia e de quem se orgulha de contar em sua Comunidade. No Brasil, um exemplo é a Sejunta, membro do WeWork Labs, que desenvolve ações de tecnologia da informação para escolas e oferece formação em educação continuada para professores.

Com a suspensão de aulas presenciais em escolas de todo o país, a Sejunta decidiu apoiar professores que, de uma hora para a outra, tiveram que lidar com o ensino remoto, por meio do Guia do professor para atividades desplugadas, que conta com 323 planos de aula para educação infantil e ensino fundamental I e II. “Adaptamos os nossos materiais para que pudessem ser utilizadas por qualquer professor, sem o uso da tecnologia com a qual trabalhamos”, explica Guilherme Camargo, fundador e CEO da Sejunta. Além disso, a startup disponibilizou gratuitamente seu serviço de agendamento, para que os educadores possam tirar dúvidas sobre como aplicar o conteúdo, novas ideias sobre metodologias, ou até para discutir alguma aula específica. O guia, disponível na bio do instagram da Sejunta, já foi utilizado por pelo menos 520 professores, de cerca de 120 escolas, gerando impacto positivo para mais de 10 mil estudantes.

“Enquanto o mundo navega os desafios e incertezas trazidas pela pandemia de covid-19, a WeWork reforça o seu compromisso de apoiar suas empresas membro, governos locais e ONGs que estão trabalhando incansavelmente para prover os mais diversos recursos àqueles que precisam”, diz Sandeep Mathrani, CEO global da empresa.