Aconteceu hoje, pela manhã, o lançamento do Arena Hub, centro de inovação e fomento ao empreendedorismo com foco em esportes e entretenimento, com sede no Allianz Parque. Recém-lançado, o espaço já possui 40 startups selecionadas, além de mais de 25 entidades parceiras.

Feita através de uma transmissão ao vivo, a inauguração teve a participação de João Doria, Governador do Estado de São Paulo; Fernando Cachinho, sócio-diretor da V3A e conselheiro do Arena Hub; Danillo Dorazio, COO do Arena Hub;  Renato Gil, cofundador da 2simple e Arena Hub; e Ricardo Trade, membro do Conselho Diretivo do Arena Hub.

O projeto foi idealizado pelo Governo do Estado de São Paulo, pela Federação Paulista de Futebol (FPF), EY e 2simple e não haverá utilização de recurso público, sendo o Governo do Estado um beneficiário pela geração de empregos e desenvolvimento de projetos.

Para Dória, portanto, o lançamento marca uma nova etapa no esporte brasileiro e no mundo digital. “Nós não imaginaríamos, nós e ninguém, que pudéssemos viver mundialmente uma crise tão grave como essa pandemia do coronavírus. E há um ano atrás nós já imaginávamos a importância de um programa digital, de uma plataforma tão transformadora como a Arena Hub, sem saber que iríamos inaugurá-la diante da maior pandemia do mundo dos últimos 100 anos. Fazendo com que a sua importância, que já era grande antes da pandemia, se torne essencial a partir de agora para o esporte brasileiro, não apenas para o futebol mas para todas as modalidades esportivas”.

Em complemento a isso, Ricardo destaca que as startups são os motores de mudanças do mundo. Segundo estimativas, existem atualmente no Brasil mais de 400 startups voltadas a soluções tecnológicas para a indústria de esportes. Em 2018, o investimento de venture capital em áreas como e-sports ultrapassou US$ 2,5 bilhões. Ainda de acordo com dados apresentados pelo cofundador, o mercado deve atingir um crescimento médio de 20,6%, partindo de um valor de US$ 8,9 bilhões de 2018 para cerca de US$ 31,1 bilhões em 2024.

O hub visa desenvolver a indústria do esporte, mídia, e entretenimento, gerando impacto econômico e social, através da conexão de profissionais, startups, entidades, universidades, investidores e grandes empresas no ecossistema.

“Nosso propósito é criar, apoiar e acelerar iniciativas, empresas, tecnologias e ideias que se utilizem do esporte para promover transformação digital e social. Todas as iniciativas do Arena Hub devem ter como um dos pilares a geração de impacto social”, destaca Renato.

Para isso, o Arena desenhou um ecossistema composto por 3 pilares fundamentais, sendo eles: empresas mantenedoras, grandes marcas que apoiam e investem em iniciativas de inovação do setor; startups, que oferecem tecnologias para resolver os problemas da indústria e; parceiros de indústria, que envolve entidades, clubes, ligas, federações, profissionais e atletas.

“A gente entendeu que era super importante trazer esse terceiro pilar para dentro do nosso ecossistema, pois se queremos gerar transformação no esporte, naturalmente a transformação começa pelas entidades esportivas”, completa Ricardo.

Outros 2 pilares de apoio também compõem o ecossistema, sendo eles: impacto econômico social e conhecimento – esse último através de parcerias com universidades, escolas e academias, além da realização de programas de capacitação, aceleração e cursos.

Pensando então em como maximizar essa transformação digital, de forma a apoiar também mantenedores e entidades, Danilo conta que foram pautadas 8 teses  nas quais as startups interessadas em participar da iniciativa devem seguir:

– Engajamento dos fãs;
– Performance humana;
– Espaços inteligentes;
– Conhecimento com soluções para educação em escala, capacitação para profissionais e atletas, etc.;
– Inteligência de negócios;
– eSports;
– Mídia e conteúdo;
– Impacto social e sustentabilidade.

Além disso, Danilo conta que os associados do Arena Hub terão acesso a uma plataforma de ferramentas e serviços que visam oferecer benefícios ao ecossistema e integrá-lo de uma maneira geral. Entre eles estão ativações de marca, startups challenges, capacitação, aceleração, apoio estratégico, viagens realizadas em missões de inovações e um espaço de coworking.

Em relação ao cronograma de 2020 da iniciativa, ele conta que os meses de junho e julho serão reservados para webinars, sendo em agosto a inauguração do espaço físico do Arena Hub com eventos mensais dentro do Allianz Parque, seguido por eventos online, que acontecerão duas vezes por semana, para promover palestras, debates e bate-papos sobre temas da indústria. Além da geração de conteúdos com lives, podcasts e mini-docs, e chamadas públicas para desafios, programas de aceleração e capacitação.

Arena Hub no Allianz Parque

Danilo conta que o espaço físico do Arena Hub passará por duas fases. Nessa primeira, ele ficará localizado no 1° andar do Allianz Parque e terá 156 posições para trabalho, 9 salas de reunião, sala de descompressão, sala de eventos, área para estúdio, branding Arena Hub, além de recepção própria e estacionamento.

A segunda fase ocupará mais de 4.000 m² na ala noroeste do Allianz Parque e comportará mais de de 800 pessoas trabalhando. “Estamos trabalhando nesses espaços para trazer o que há de melhor em construção de espaço físico para trabalho, um ambiente que leva a desenvolver o objetivo do Arena, que traga a colaboração, produtividade e troca de experiência. Considerando tudo o que há de melhor, que fomente inovação e empreendedorismo”, destaca.

Para Ricardo, com a ajuda de startups o projeto melhorá o esporte e revolucionará o setor, mesmo com a incerteza do atual cenário impactado pelo novo coronavírus. “Nós queremos ser também catalisadores para que possamos trazer resultados esportivos, sociais e econômicos, tanto para startups, entidades esportivas, professores, profissionais de esporte e para as universidades. Vamos ser catalisadores disso tudo”, declara. Encerrando, o conselheiro deixa um convite para todos agentes do ecossistema e afirma “a casa vai ser do esporte, da inovação, da tecnologia e das startups”.

As startups e empresas interessadas em integrar a iniciativa de alguma forma podem realizar a inscrição através do site ou pelo e-mail contato@arenahub.com.br.