O Distrito, empresa de inovação aberta ligada ao ecossistema de startups nacional anunciou o lançamento de uma plataforma que tem como intuito conectar startups e aqueles que buscam emprego. Gratuito, o serviço disponível no site do Distrito, permitirá que jovens empresas e candidatos se cadastrem virtualmente, de forma simples e intuitiva, destacando tanto pré-requisitos, quanto habilidades.

A iniciativa vem ao encontro de uma demanda do próprio mercado, que nunca recebeu tantos investimentos voltados para área de inovação. Somente no primeiro mês de 2020, mais de US$ 218 milhões foram investidos em startups brasileiras. Com o acelerado crescimento do setor, é natural que surjam vagas na mesma velocidade.

Se por um lado a estrutura mais flexível dessas novas empresas tem chamado atenção dos jovens, que tomam as startups como a empresa dos sonhos, por outro, empreendedores relatam dificuldade em encontrar os profissionais certos para as vagas que têm”, comenta Diego Ranciaro, líder de Operações do Distrito.

Atualmente, as startups brasileiras empregam cerca de 210 mil pessoas de acordo com o Distrito Dataminer, braço de inteligência de mercado do Distrito. Estima-se ainda que há algo em torno de 20 mil vagas abertas nestas empresas.

O Distrito possui hoje cinco hubs físicos de inovação. Em São Paulo, estão quatro unidades:  Fintech, Adtech, RetailTech e Healthtech – voltadas às comunidades de finanças, comunicação, varejo e saúde, respectivamente. Este último, o Distrito InovaHC, está, inclusive, instalado no Hospital das Clínicas. A quinta unidade, de perfil mais abrangente, é a Distrito Spark CWB, que fica em Curitiba.

“O maior ativo desses espaços é a comunidade criada em torno de cada um deles. Existe uma ligação forte com todo o ecossistema de inovação. São startups, empreendedores, grandes empresas, investidores, estudantes e pesquisadores, reunidos em um único espaço. Oferecer este serviço é fortalecer ainda mais essas conexões”, completa Ranciaro.