O Portal de Compras Públicas, startup do Distrito Federal especializada em pregão eletrônico (compras públicas pela internet), acaba de receber um aporte de R$ 2,5 milhões do Fundo Venture Brasil Central, gerido pela Cedro Capital.

O Fundo, criado em 2016, tem o objetivo de investir em empresas nacionais sediadas na região Centro-Oeste (Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul), Minas Gerais e Tocantins que tragam inovação tecnológica às áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Saúde e Agronegócio. Além disso, é preciso que elas apresentem alto potencial de crescimento.

Os recursos serão investidos principalmente na ampliação das equipes de atendimento – remota, call center e presencial, que abrange a rede de suporte regional do Portal – e de capacitação. “Essa última inclui a criação de nossa universidade corporativa e a reestruturação do programa de capacitação e certificação profissional junto aos usuários”, anuncia o CEO do Portal de Compras Públicas, Leonardo Ladeira. “Uma parte dos recursos também será usada para ampliação de nossa base tecnológica – tanto em termos de equipe quanto de infraestrutura”.

Ladeira destaca que o aporte chega no momento exato em que a empresa precisa acelerar a sensibilização de seu público-alvo sobre o leque de serviços que a plataforma oferece. “Com a mudança da legislação federal sobre pregões eletrônicos, houve um crescimento do número de potenciais usuários e precisamos reforçar as ações para apresentar o Portal como a melhor solução do setor para as esferas estadual e municipal”, detalha.

O Decreto 10.024/2019 tornou obrigatório o pregão eletrônico para estados e municípios que utilizam verbas de repasse da União. Para as prefeituras, a exigência passa a valer a partir de fevereiro com o prazo máximo para adaptação ao novo Decreto encerrando-se em junho, conforme o número de habitantes.

Nesse novo cenário, o Portal de Compras Públicas, que hoje atende cerca de 450 prefeituras de todo país (8% dos 5.570 municípios brasileiros), agora trabalha com a meta de triplicar esse número até o final de 2021. “Percebemos que ao menos metade dos municípios do país ainda não domina as compras via internet, eles necessitam justamente de capacitação e ferramentas como as que nós desenvolvemos”, avalia Ladeira, que também inclui a conquista de alguns governos e órgãos estaduais nas metas para o próximo ano.

A startup oferece às prefeituras uma rede de mais de 70 mil fornecedores cadastrados. Somente em 2019, gerenciou compras no valor de R$ 12 bilhões, gerando uma economia de R$ 9 bilhões aos municípios e órgãos públicos que o utilizaram – equivalente à diferença de preços obtida em relação às cotações iniciais das licitações realizadas.

Expectativas dos investidores

Segundo o sócio-diretor da Cedro Capital, Alessandro Machado, o Portal de Compras Públicas se encaixa perfeitamente nas exigências do Fundo Venture Brasil Central. “É do Centro-Oeste, fornece serviços de inovação tecnológica como diferencial competitivo, já validou seu negócio no mercado, tem uma rede sólida de clientes e um produto maduro. Por isso, entendemos que a empresa está no momento propício para receber investimento e poder acelerar ainda mais o seu crescimento e expansão”, detalha. “Além disso, é uma govtech que está trazendo transformação digital à gestão de compras públicas e licitações e representa uma nova forma de adoção de tecnologia pelo governo, na modalidade de Software como Serviço (“SaaS”), na qual o Portal estará sempre atualizado em termos de tecnologia e aderência às legislações”.

Para Machado, a expectativa da Cedro sobre o futuro do Portal é grande. “Acreditamos que a plataforma tem potencial para ser a referência em Compras Públicas no Brasil para empresas que vendem para o governo (B2G), da mesma forma que já observamos o surgimento de portais de líderes em vendas B2C e B2B”, aponta.