O Google acaba de anunciar novidades para facilitar o dia a dia dos usuários do Chrome. A anunciou o uso de machine learning (ML – aprendizado de máquina) para novos produtos mais úteis, como filtrar spam de e-mail, manter mapas atualizados e oferecer recursos de pesquisa mais relevantes. Dentro do Chrome, o ML também é utilizado e ajuda a proteger bilhões de dispositivos todos os dias, mostrando avisos quando as pessoas tentam navegar para sites perigosos ou baixar arquivos duvidosos.

Desde março, a empresa lançou um novo modelo de ML que identifica 2,5 vezes mais sites potencialmente maliciosos e ataques de phishing (cibercrime cujas vítimas compartilham informações confidenciais como senhas e número de cartões de crédito) do que o modelo anterior, com o objetivo de criar uma web mais segura e protegida.

Para contribuir ainda mais para a experiência de navegação, o Google também está evoluindo a forma como as pessoas interagem com as notificações da web. Ao mesmo tempo em que as notificações ajudam a fornecer atualizações de sites que o usuário tem interesse, os comandos de permissão de notificação podem ser um incômodo.

Agora, os sites com pouca probabilidade de serem acessados novamente pelo usuário, não exibirão o prompt solicitando a ativação de notificações por padrão, o que torna as páginas web mais práticas e menos intrusivas. Essa atualização é feita com base em como o usuário interagiu anteriormente com permissões semelhantes a essa e negou a solicitação.