O cofundador do twitter e CEO da Block Jack Dorsey se juntou ao rapper Jay-Z para lançar a “The Bitcoin Academy” em Marcy Houses, um complexo habitacional público em Brooklyn, Nova Iorque, onde Jay-Z cresceu. O objetivo da união é proporcionar educação financeira com foco em Bitcoin como meio para se alcançar a liberdade financeira. O curso proporciona aulas gratuitas presenciais e online ensinadas por Lamar Wilson, autor do site Black Bitcoin Billionaire, e Najah J. Roberts, fundador e CEO do espaço de educação Crypto Blockchain Plug. As infomações são do TechCrunch.

“O objetivo é simples, fornecer às pessoas ferramentas para construir a independência para si próprias e depois a comunidade à sua volta”, escreveu Jay-Z num tweet. Dorsey e Jay-Z são parceiros de longa data e entusiastas de Bitcoin. Além de trabalhar na Tidal, plataforma de streaming de música que Jay-Z fundou e vendeu a Dorsey, a dupla realizou um investimento de 500 Bitcoins em conjunto no ano passado, paraaumntar a popularidade da moeda criptográfica na Índia e na África. A Bitcoin Academy é financiada através de investimentos pessoais dos dois empresários.

O programa terá extensão de dois encontros por semana, ao longo de Junho a Setembro, e os participantes no programa receberão smartphones, dispositivos MiFi e um plano de dados com duração de um ano. Além disso, existe um programa de fim de semana direcionado para crianças, que visa estmular desde cedo o interesse nos ativos digitais. Ainda assim, a promessa da moeda criptográfica como investimento seguro para a estabilidade econômica de populção de baixa renda está longe de servir como garantia.

Embora o programa seja financiado por Dorsey e Jay-Z, a academia funcionará diariamente com a ajuda de um pequeno pessoal da Fundação Shawn Carter, liderada pela mãe de Jay-Z, Gloria Carter, como cofundadora e CEO. “A Fundação Shawn Carter sempre teve como objectivo proporcionar acesso educacional e abrir portas de oportunidade a comunidades mal servidas”, disse Shawn Carter numa declaração. “Todos devem ter poderes para tomar decisões financeiras informadas, a fim de cuidarem de si próprios e das suas famílias”.