A Uber anunciou hoje que irá encerrar a partir do dia 7 de março as operações de entrega de comida de restaurantes Uber Eats no Brasil. Segundo a empresa, a decisão é uma mudança de estratégia de delivery no País.

A partir de agora, duas fretes serão trabalhadas: a Cornershop by Uber, para serviços de intermediação de entrega de compras de supermercados, atacadistas e lojas especializadas; e de entrega de pacotes pelo Uber Flash.

“Depois do dia 7 de março, os usuários poderão usar o app do Uber Eats para aproveitar a melhor seleção de supermercados e atacadistas, assim como itens de decoração, papelaria, bebidas e produtos para pets, entre outros. A Cornershop by Uber está disponível em mais de 100 cidades em todo o Brasil e, em 2021, quase triplicou o número de pedidos. Decidimos concentrar os esforços para oferecer a melhor experiência aos usuários com nossos serviços de intermediação de entrega de itens de conveniência e mercado”, afirmou o comunicado da empresa.

A Uber também expandirá o Uber Direct, produto corporativo que permite que lojas façam entregas no mesmo dia para seus clientes. Segundo a companhia, esta modalidade cresceu cerca de 15 vezes em número de viagens ao longo dos últimos 12 meses, impulsionada pela demanda de grandes marcas que aderiram ao serviço.

Hoje a empresa conta com mais de 1 milhão de motoristas parceiros que geram renda fazendo viagens e entregas pela plataforma, e o volume de viagens no Brasil já é maior do que o registrado no período anterior à pandemia. A empresa não revelou os números. “A empresa seguirá expandindo produtos para outros meios de transporte, como motos e táxis. A combinação única de nossa escala e tecnologia de ponta em mobilidade e entrega permitirá aos nossos usuários ir a qualquer lugar e conseguir o que quiserem”, disse o porta-voz da Uber.