O Programa de Apoio ao Empreendedorismo Universitário Inovador, lançado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do estado de Santa Catarina (Fapesc), tem o objetivo de fomentar o empreendedorismo inovador dos estudantes de graduação, pós-graduação e egressos no estado. O investimento será de R$ 9,5 milhões, sendo que cada proposta poderá receber até R$ 100 mil.

“O programa vai possibilitar que as ideias que são muitas vezes elaboradas em laboratórios e em Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) possam ser efetivamente colocadas em prática, gerando oportunidades para aqueles que querem inovar e empreender em Santa Catarina”, afirma o governador Carlos Moisés. “Nós temos convicção de que é mais uma ação do governo para conectar, para fazer a sinapse da tríplice hélice da inovação em Santa Catarina, que tem vocação para a tecnologia, para a inovação e para a criatividade”.

O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) da Fapesc, Amauri Bogo, afirma que o programa é uma das iniciativas mais relevantes da fundação. E, ao mesmo tempo, um grande desafio aos gestores das universidades. “Precisamos fazer com que as grandes ideias e propostas de produtos e serviços se tornem realmente um ativo palpável para o Estado de Santa Catarina. E o sucesso destes projetos estará nas mãos de vocês gestores”. Cada proposta receberá, ainda este ano, até R$ 100 mil, para iniciar as ações que devem durar até três anos.

“Esperamos que todas as áreas do conhecimento possam propor núcleos, estruturas para dar vazão a essas ideias que nossos jovens oferecem, não só nos TCCs, mas em disciplinas, em núcleos de estudo. Projetos que podem se transformar em empresas. E inovação é isso, não é uma ideia na gaveta, é uma ideia executada e colocada no mercado. Sabemos que a universidade é um berço dessas ideias”, afirma a Gerente de Tecnologia e Inovação da Fapesc, Gabriela Botelho Mager.

O vice-reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Gismael Francisco Perin, destacou que o programa reforça a cultura empreendedora presente em Santa Catarina, reconhecida, inclusive, nacionalmente. Para ele, as universidades também devem focar e desenvolver ações neste caminho. “Este é um momento histórico e emocionante para as Instituições de Ensino do estado de Santa Catarina. A cultura do empreendedorismo nas universidades ainda é algo muito incipiente. Este programa da Fapesc, com certeza, alavanca e potencializa novas ações”.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.