Logtech que conecta caminhoneiros autônomos a transportadoras de cargas recebe aporte de R$ 2 milhões

A Motorista PX, que conecta caminhoneiros autônomos a transportadoras de cargas para serviços pontuais, acaba de receber um investimento de R$ 2 milhões das redes ACE Startups e BR Angels, e das gestoras GR8 Ventures e Randon Ventures. Com o aporte, a empresa pretende aprimorar a tecnologia e investir na qualificação dos motoristas para atender a grandes transportadoras, além de incluir veículos de carga menores, como vans e utilitários.

Com o time de fundadores composto pelo ex-caminhoneiro, e atual advogado, Djefrei Pasch e pelo empreendedor André Oliveira, a plataforma entende que os dois lados da operação precisam ser beneficiados. Para isso, promove a contratação de mão de obra de acordo com a demanda das transportadoras, com menos burocracia e de maneira confiável, já que os motoristas possuem CRM de cadastro com todos os documentos anexados, referências das três últimas empresas trabalhadas, além de consulta a 400 fontes de pesquisa. 

Para os motoristas, a startup elimina os custos de ter um caminhão próprio, pois utiliza a frota da empresa, trazendo mais segurança com o mapeamento de riscos das regiões via satélite, além de proporcionar flexibilidade para escolher o período, destino e até o tipo de carga que o profissional deseja atender. Os usuários cadastrados na plataforma ainda contam com um processo de qualificação especializado, que vai desde a abertura do MEI até o treinamento EAD. 

Fundada em 2019, a Motorista PX está presente em todos os estados brasileiros e já lançou mais de 1.700 viagens, principalmente para transportadoras de pequeno e médio porte. Até o momento, são mais de 10 mil motoristas cadastrados na plataforma.

“Ter o custo quando você tem a demanda é o futuro da economia e o sonho das empresas. Por outro lado, o transporte rodoviário de cargas só é possível graças a quem está por trás do volante. Nos últimos anos, cerca de 150 mil motoristas deixaram a profissão, ao mesmo tempo em que a demanda de entregas só cresce. O motivo desse esvaziamento é a migração da nova geração para os aplicativos de carona, que oferecem maior autonomia e flexibilidade. Só que a Motorista PX oferece isso e muito mais pois não cobra taxas. O trabalhador recebe em 48 horas e pode ter até o dobro do lucro. Toda a cadeia e a economia são beneficiadas. Por isso, acreditamos que esse é o modelo do motorista de cargas do futuro”, conta o fundador e CEO André Oliveira.

Segundo Pedro Carneiro, Head de Investimentos da ACE Startups, a Motorista PX supre a contratação em um setor que apresenta cada vez mais dificuldades para encontrar mão-de-obra qualificada. “O que a startup entrega é um grande salto de eficiência para as transportadoras, além de mais oportunidades de trabalho para os caminhoneiros. Trazendo benefícios para ambos os lados, a inserção da tecnologia é o toque que faltava para criar um ganho geral para a cadeia. Pensando no futuro da empresa, a ideia é que ela ofereça cada vez mais valor e serviços para os caminhoneiros, para que eles atendam com excelência a demanda que vem das transportadoras”, afirma.

Orlando Cintra, Fundador e CEO da associação nacional de investimento-anjo BR Angels, reforça o caráter essencialmente colaborativo do ecossistema empreendedor, que possibilita a rodada conjunta em negócios de alto potencial. “O modelo da Motorista PX se mostrou essencial para evoluir um dos setores que o Brasil mais depende, que é o de transporte rodoviário de cargas. Agora, com os recursos e a expertise de grandes investidores do mercado, a startup vai poder dar o próximo passo para ter grande impacto na realidade do país. Para o BR Angels, é uma grande oportunidade de colaborar com mentoria”, comenta.

De acordo com Fernanda Gottardi, sócia da gestora GR8 Ventures, o modelo de negócios da Motorista PX vai ao encontro de uma tendência no país e no mundo, que é a mudança radical das relações de trabalho. “Isso inclui a busca do trabalhador por maior controle sobre sua vida e seu tempo. Já do lado do empregador, o objetivo é lidar com menos formalidades, taxas e impostos, assim como menores custos fixos e mais variáveis, no modelo pay-per-use. Este processo, atrelado a empreendedores que se provaram durante nosso período de ‘namoro’ e a um sindicato de quatro investidores institucionais com vasta experiência, nos deu a certeza de que o investimento na Motorista PX tem tudo para ser um grande sucesso”, declara.

“Estarmos conectados à Motorista PX é um movimento importante e estratégico para a Randon Ventures. Ficamos muito satisfeitos quando encontramos parceiros que agregam ao nosso negócio e, ao mesmo tempo, apresentam modelos inovadores para o ecossistema de logística e transporte, contribuindo para a jornada do motorista”, completa Mateus de Abreu, Diretor de Negócios e Estratégias Digitais das Empresas Randon e Head da Randon Ventures.

Foto de destaque: Djefrei Pasch e André Oliveira fundadores da Motorista PX. (crédito: Alex Batisttel).


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.