Por mais que muitos negócios já estejam online, a transformação digital ainda é um desafio para muitos pequenos empreendedores. Como começar, quais caminhos seguir, quanto devo investir são algumas das dúvidas mais comuns. Com o fortalecimento da internet como ponto de obtenção de informação e compras, não ter uma presença digital é, em especial desde o ano passado, um grande risco para a continuidade dos negócios. Pensando nisto, Raquel Dalastti, head de produtos na Locaweb, apresenta algumas dicas para a digitalização das pequenas empresas:

1- Criação de um site seguro (SSL)

Um dos primeiros passos na digitalização é o site. Ele é o cartão de visitas da sua empresa, com as principais informações dos produtos e/ou serviços, contatos, histórias de sucesso etc.. Além disso, ele facilita que um potencial cliente ache o seu negócio na internet.

Existem diversas opções para a criação de um site, das mais simples a versões mais sofisticadas, que necessitam de um profissional para a criação. Porém, hoje em dia é possível, por um bom preço e com alguns cliques e sem entender nada de programação, criar um bom site com uma das ferramentas de criação intuitivas disponíveis no mercado.

Vale destacar aqui a importância de um domínio próprio, que ajuda a dar credibilidade ao seu negócios, e a utilização do SSL (Secure Sockets Layer) que, além de garantir a sua segurança e a dos seus usuários, melhora a confiabilidade do seu endereço web.

2- Loja virtual e solução de pagamento

Se for possível vender o seu produto online, a criação de uma loja virtual é fundamental. Com ela o seu negócio tem uma vitrine virtual que nunca fecha, aumentando a sua potencial clientela para todos os lugares do Brasil – e do mundo.

Também é possível hoje em dia criar uma loja com poucos cliques, em um dos diversos fornecedores disponíveis no mercado. Com o aumento dos golpes e fraudes online, atente-se para qual solução de pagamento será contratada. Busque uma confiável, que possua ferramentas de segurança, opções de recorrência e possibilite a criação de links de pagamento e PIX.

3- E-mail

Como o site, é uma das soluções para a digitalização mais antigas – porém não menos importantes. Com um e-mail profissional o pequeno empreendedor consegue separar o que é da empresa e o que é pessoal, algo corriqueiro no começo, além de aumentar a sensação de credibilidade. Esta é outra etapa da digitalização simples e barata, podendo ser resolvida em alguns minutos.

4- Marketing de conteúdo

Ferramenta importantíssima para a construção de marca, ganho de notoriedade e obtenção de novos clientes, é com o marketing de conteúdo que é possível se estabelecer com referência em seu setor. Trata-se da criação de um blog onde você poste conteúdo relevante para os seus possíveis consumidores, aumentando a confiança na sua empresa e permitindo que os algoritmos das plataformas de busca te “achem” mais facilmente.

Se você é veterinário e possui um pet shop, por exemplo, pode começar a criar conteúdo no seu site sobre como escolher ração, quais são as alergias mais comuns em cachorros de determinada raça etc.

5- Redes Sociais

Em geral gratuitas, são uma das principais ferramentas de divulgação e contato com os clientes. Cada uma com sua linguagem específica, é nas redes sociais que muitas empresas crescem e prosperam, uma outra maneira de expor seus produtos, reforçar a notoriedade de sua marca e estreitar laços com potenciais consumidores – e os que já são da casa. Por mais que sejam gratuitas, é interessante aqui avaliar possíveis investimentos em anúncios, o que é bem simples e intuitivo de fazer dentro da própria rede, e contratar uma plataforma de gestão de redes sociais, que permite economizar tempo, visualizando o que funciona ou não com os seus posts com diversos relatórios, agendamento de posts e vídeos, entre outras funcionalidades. Também vale pesquisar no mercado e selecionar a que tenha o melhor custo-benefício para o seu negócios.