Ir para o conteudo

Startup especializada em levar a cultura data-driven às empresas recebe aporte de R$ 2,4 milhões

A Cognitivo.ai, startup que cria soluções para tornar o ambiente corporativo nacional data-driven, recebeu um aporte de R$ 2,4 milhões. A rodada contou com vários investidores da Empiricus, como Rodolfo Amstalden, Leonardo Machado, Guilherme Queiroz, Matheus Baldi e Agapito Troina. Criada em 2017, é uma plataforma que seleciona, aloca e gerencia profissionais sob demanda para resolverem problemas de negócio por meio de projetos de dados. 

“Conseguimos, em cerca de 2 semanas, entender o problema de negócio da empresa, transformá-lo em um problema de dados, arquitetar uma solução de ponta e montar um time de experts para implementar e incorporar a solução na realidade da empresa. Nas semanas seguintes, o time, criado a partir da nossa comunidade de profissionais rigorosamente selecionados (apenas 4% passam no corte), entrega e monitora a performance da solução de dados, que se tornará um ativo para a empresa.”, explica o CEO da Cognitivo.ai, Raul Magno, que aposta no que chama de “marketplace gerenciado de experts em dados e AI”. Uma solução como o Uber ou a AWS, só que de profissionais de dados e IA.

É possível criar e analisar bancos de dados, otimizar processos, prever acontecimentos e recomendar ações a partir dos dados. Dentre tantas possibilidades, é normal que gestores não saibam por onde começar, quem contratar ou qual sistema adquirir para fazer parte deste movimento global.

Não à toa, somente 15% das iniciativas de dados são bem sucedidas, de acordo com a Gartner Research. A Cognitivo.ai surge para mudar esse cenário no Brasil, já que entrega uma taxa de sucesso nos desafios de dados na casa dos 80%. Por isso, a startup também assumiu para si a responsabilidade de tornar-se referência em ciência de dados e IA até 2023. “Oferecemos uma forma mais simples, ágil e flexível de acessar à inteligência de dados para resolver os problemas de negócio, gerar valor e aumentar a competitividade dos negócios”, explica Magno.

Cerca de 150 desafios de dados foram realizados pelos experts por meio do gerenciamento da Cognitivo.ai em pouco mais de três anos, inclusive em empresas como Linx, Rock Content, Empiricus, MaxMilhas, Globo Play e Grupo Fleury. 

Investimento para a revolução cognitiva 

 Em 2020 a plataforma recebeu uma rodada de investimento institucional na qual participaram os fundadores da Empiricus, os fundos de investimento da consultoria Visagio, Next da A&M e Allievo. Com o dinheiro, a empresa irá triplicar a receita e duplicar o banco de talentos.

Engana-se quem pensa que só as gigantes podem se beneficiar dos projetos focados em dados. Qualquer empresa tem a ganhar com data science, principalmente aquelas com mais de 50 funcionários, sem importar o segmento. “Os dados precisam ser vistos como ativos”, esclarece Magno.

“A ideia da Cognitivo.ai é construir ao longo do tempo soluções que ajudem empresas a saírem de um estágio em que não sabem nada de dados até o estágio em que as decisões são todas tomadas com base em dados”, destaca o CEO. Ele acrescenta que o despertar para tais possibilidades está ligado à sobrevivência em um mercado cada vez mais acirrado e incerto.


Quer acompanhar de perto todos os investimentos no ecossistema de startups? Siga as redes sociais Startupi e acesse nosso ranking de investimentos do mês.

Mais tradicional portal de mídia brasileiro sobre o mercado de Startups, Inovação, Investimentos, Empreendedorismo e Tecnologia. Desde 2008 vem colaborando para a construção do ecossistema brasileiro de Startups, informando e educando todo o mercado. Quer falar com a gente? Clique aqui e envie uma mensagem para redação, parceria ou comercial. Mantenha-se atualizado sobre as novidades do Startupi pelas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Matérias Relacionadas

No comments yet. You should be kind and add one!

Our apologies, you must be logged in to post a comment.