* Por Mônica Hauck

O ano de 2020 foi muito desafiador para o mercado de trabalho. Devido à pandemia do novo coronavírus e as regras de isolamento social, as empresas foram obrigadas a adotar o sistema home office para continuar operando. Com isso, novos processos que estavam previstos para os próximos anos foram implementados pela área de RH nos últimos meses. 

Segundo estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, os computadores já começaram a assimilar informações a partir de dados e por isso, até 2050, a inteligência das máquinas vai se aproximar com a dos seres humanos. Diante disso, a área de gestão de pessoas tende a focar na implementação de soluções inovadoras no dia a dia das companhias. 

Um levantamento feito pelo Gartner, empresa global de consultoria, listou as três tendências que vão impactar o mercado corporativo nos próximos anos e que precisam de total atenção dos líderes e gestores: automação do trabalho de rotina por meio da inteligência artificial, destreza digital e o modelo híbrido com equipes distribuídas.

Com esses insights, podemos afirmar que a tecnologia e a IA andará lado a lado dos profissionais de RH com o objetivo de automatizar processos que antes eram feitos de forma arcaica, tornando-os mais rápidos e garantindo resultados ainda mais qualificados. Dessa maneira, será possível deslocar os colaboradores para funções mais estratégicas e menos operacionais. 

Além disso, nos próximos anos, as organizações irão apostar cada vez mais em treinamentos internos e ferramentas digitais que consigam traçar o perfil comportamental e mapear as habilidades de cada funcionário. Isso vai ajudar os gestores a identificarem as dificuldades e facilidades de cada colaborador no que se refere ao manuseio das novas tecnologias implementadas, proporcionando mais agilidade operacional.  

Outra tendência que deve se consolidar é a adoção do sistema híbrido de trabalho, que fará com que os funcionários possam escolher qual o melhor local para desempenhar as suas funções diárias, garantindo assim mais autonomia para as pessoas. Com isso, as reuniões serão online, a forma de contratação irá mudar e muitas outras atividades poderão ser realizadas por meio da tela do computador.  

Por fim, concluo que 2020 trouxe muitas mudanças positivas e negativas para o ambiente corporativo. A maior parte das empresas tiveram que acelerar o seu processo de transformação digital para continuar operando. Por isso, acredito que o ano que está chegando tende a ser desafiador, mas ele irá consolidar todas essas transformações, trazendo benefícios ainda maiores para as corporações. Dessa maneira, caro leitor, fique atento a todas as inovações que ainda devem surgir no setor de RH e não hesite em adotá-las. Com certeza, será de grande valia para o negócio. Pense nisso!


Mônica Hauck é Fundadora da Solides. Graduada e pós-graduada pela UFMG e FGV, com MBA em Gestão Empresarial e especialista em Inovação e Empreendedorismo pela Universidade de Stanford. A empreendedora desenvolveu a ferramenta Profiler e, como referência em Gestão Comportamental, atualmente ministra palestras e cursos por todo Brasil. Também é vencedora do Prêmio Mulheres Notáveis, na categoria Tecnologia.