A Tivit, multinacional brasileira de tecnologia, está dando mais um importante passo em direção à sua transformação digital e cultural com o anúncio do Tivit Labs, um hub criado para acelerar a inovação e impactar o ecossistema de clientes e parceiros da companhia. O ambiente reunirá profissionais especializados em desenvolvimento ágil, desenvolvimento de produtos digitais, espaço para meetups, hackatons e seminários, além de um coworking que receberá as startups investidas pela Tivit, clientes e parceiros.

O Tivit Labs ocupará um andar de um prédio localizado na região da Berrini, local que concentra algumas das empresas mais inovadoras de São Paulo e a poucos quilômetros da sede da empresa, em Pinheiros. No total, a empresa está investindo R$ 20 milhões na criação do hub, que receberá os mais de 70 profissionais, 40 ainda em processo de contratação. O espaço físico tem previsão de inauguração para dezembro deste ano.

“O Tivit Labs é mais uma prova da capacidade da Tivit de se reinventar, sem nunca perder o foco nos clientes. Ao longo dos nossos 20 anos de existência, evoluímos e mudamos, mas sempre com o objetivo de auxiliar as empresas do Brasil e da América Latina a terem a tecnologia como uma aliada”, diz Luiz Mattar, CEO e cofundador da TIVIT. “O TIVIT Labs traz nossos clientes para ainda mais perto de nós e será um espaço de desenvolvimento de soluções para que as empresas sejam mais digitais, eficientes e competitivas.”

“O Labs funciona como uma startup que tem como foco olhar para as tendências e resolver problemas de clientes da TIVIT de forma ágil e flexível”, diz George Bem, CTO e diretor de Inovação da Tivit. “Diferentemente das unidades de negócio, que atuam de forma independente, o Labs irá interagir com a companhia como um todo para acelerar a criação de novos produtos e soluções, por meio de experimentos com a finalidade de transformar hipóteses em tese que apoiem a companhia a solucionar desafios de negócios dos nossos clientes.”

Atualmente, a Tivit divide-se entre as unidades de Cloud Solutions (serviços de computação em nuvem), Digital Business (consultoria e design de soluções digitais), Tech Platforms (datacenter e sustentação de operações de alta complexidade) e Digital Payments (pagamentos), e a mais recente linha de negócios de Cybersecurity, focada em assuntos de segurança cibernética, LGPD e outros serviços relacionados. Com interação com todas essas áreas, o Tivit Labs vai desenvolver novos produtos e trabalhar com tecnologias disruptivas. O hub ainda apoiará as relações entre a empresa e startups do mercado.

O Tivit Labs terá papel relevante em relação a uma das prioridades da companhia: a atração e retenção de talentos. A empresa está constantemente contratando desenvolvedores, engenheiros e outros profissionais de TI e a ideia é usar o Labs como um centro de treinamento e desenvolvimento desses profissionais. “Teremos programas de upskilling and reskilling para profissionais da própria TIVIT, criamos também turmas para a formação técnica de profissionais de fora da empresa que querem se tornar desenvolvedores”, afirma George Bem.

O projeto do Tivit Labs iniciou em fevereiro de 2020, com um time de profissionais que vem sendo montado e segue trabalhando em inovações e novos produtos. Durante a pandemia, a equipe entregou trabalhos e participou de desafios que aplicam tecnologias no combate ao novo coronavírus, como a experimentação com Inteligência Artificial para o diagnóstico da covid-19, o desenvolvimento de uma plataforma de atendimento médico online junto à Secretaria de Saúde de Indaiatuba – um sistema de autotriagem online oferecida à população: o “Minha Saúde”, que evita que pessoas precisem ir aos hospitais sem necessidade, reduzindo a chance de serem contaminadas. Além disso, o time do Labs também criou um hub de conteúdo para o Hospital Israelita Albert Einstein voltado a médicos com informações sobre a pandemia.