* Por João Teixeira

É questão de tempo até que as empresas líderes de seus respectivos setores passem por um processo de transformação digital – se já não passaram, muito embora muitas organizações ainda tenham burocracias e processos legados. Dessa forma, é inevitável que o mercado de tecnologia ofereça soluções para otimização desses processos, provocando um grande aumento na produtividade e rentabilização do negócio, se tornando um caminho sem volta.

A automação de processos por meio do uso de robôs e outras soluções estão entre as principais demandas dentro do mundo corporativo. Em alguns cases já realizados na Certsys, pudemos observar implantações de robôs que otimizaram o tempo utilizado para uma tarefa específica (muitas vezes repetida e ou ‘trabalhosa’ manualmente) em mais de 80%.

Processos complexos assim, se transformam em tarefas simples e rápidas para robôs, desta forma é possível desonerar os colaboradores, ampliando o escopo de atividades a serem realizadas, graças ao maior tempo disponível para atuarem estrategicamente.

Todavia, os benefícios de automatizar não se restringem apenas a maior economia de tempo para empreendedores e colaboradores. Seus benefícios são mais amplos e ativos em diversos setores das organizações, criando um alto ciclo de produtividade que favorece também a economia financeira.

Com o uso de Inteligência Artificial, as empresas também podem ganhar uma visão macro das métricas internas e externas, entendendo melhor o que seus usuários e funcionários desejam, traçar melhores planos de ação, entender onde realmente estão as fragilidades e quais formas de melhoria valem a pena. 

Processo semelhante acontece com a utilização de chatbots, em canais tanto internos, direcionados aos colaboradores da empresa, como também externos, para o público, impactado os clientes da companhia. O investimento para adquirir um chatbot não é alto, pelo contrário.

Com essa tecnologia, o empreendedor pode ter um canal simples que dialogue em suas frentes fundamentais. Mais uma vez alavancando a produtividade de seus funcionários, com mais tempo para executarem atividades prioritárias, e também reduzindo o tempo gasto pela empresa através de contatos automatizados com seus clientes. 

Naturalmente, essas tecnologias devem ser usadas de maneira estratégica, e não como mero ‘fetiche’ tecnológico, algo comum em empresas que querem se modernizar a qualquer custo. A utilização dos bots, seja como automação ou no modo chatbot, como mais um canal de comunicação, deve passar por um estudo detalhado da empresa, no qual se verifica quais serviços serão transformados digitalmente, quais canais são eficientes para se utilizar um chatbot e como a empresa treina esses robôs.

Parte fundamental dessa transformação, pois a forma com o robô é treinado implicará diretamente no sucesso da comunicação com seu público-alvo. Portanto, é super importante que o empreendedor seja capaz de realizar a curadoria, otimização e análise de seu bot com baixo custo e de forma automatizada. 

Hoje, é inegável que empresas que desejam competir em alto nível no mercado, ao lado de outros grandes players – principalmente em setores de grande disputa –, necessitam passar por uma transformação digital. Não é mais tempo para o mar de planilhas, burocracias, gastos excessivos de tempo em trabalhos repetitivos e manuais.

Além do investimento de tempo na descoberta de ineficiências nas organizações e ações rápidas de otimização e transformação, é hora dos empreendedores entenderem que o futuro já virou presente, e ele bate na porta todos os dias.


João Teixeira é cofundador e Chief Growth Officer da Certsys. Atualmente está liderando os times de Growth, Marketing e Labs com foco em novos produtos, serviços e parcerias estratégicas.