A Quanto, uma das plataformas pioneiras em Open Banking no Brasil, anunciou uma rodada de investimento de US$ 15 milhões em equity e dívida conversível liderada pelos bancos Bradesco e Itaú Unibanco. A empresa, criada no Brasil em 2017, também contou com a participação de fundos de renome como Kaszek Ventures e Coatue, este em seu primeiro investimento na América Latina.

A participação do Bradesco foi realizada por meio do fundo Inovabra Ventures e a participação do Itaú Unibanco, feita diretamente, foi sujeita à aprovação pelo Banco Central do Brasil. Todos os investidores entram com participação minoritária e o fundador e CEO, Ricardo Taveira, segue no controle da Quanto.

“Open Banking representa uma mudança na maneira como entendemos e consumimos serviços financeiros e é animador ver o mercado brasileiro abraçar esse movimento de maneira tão positiva”, comemora Taveira. “Temos no Brasil o potencial de liderar o uso de Open Banking no mundo, e essa rodada é prova disso”, completa.

Em um momento em que o Banco Central avança na regulação do Open Banking, a Quanto se baseia no conceito de compartilhamento de dados com consentimento do usuário para permitir também que instituições financeiras distribuam seus produtos em plataformas de terceiros, como varejistas e mercados online, enquanto também permite que bancos e fintechs incorporem produtos financeiros de terceiros em seus próprios canais.

A empresa fornece uma API de dados bancários padronizada que, juntamente com uma camada de análise de dados avançada, pode reduzir significativamente o tempo e o custo de acesso a dados de contas bancárias. Ao mesmo tempo, a Quanto dá ao consumidor final o controle sobre as suas informações financeiras através de um site dedicado, permitindo que contratem e manipulem serviços financeiros por meio dessa mesma API.

Com o investimento arrecadado em sua Série A, a Quanto pretende acelerar contratações e expandir parcerias.

“A missão da Quanto de trazer mais equilíbrio aos serviços financeiros é extremamente necessária tanto no Brasil quanto de maneira geral na América Latina, e estamos empolgados de poder apoiá-los para atingir esse objetivo”, disse Santiago Fossatti, sócio da Kaszek Ventures.

“Tivemos a sorte de investir em uma série de plataformas fintech que mudaram o mercado nos EUA e acreditamos que a Quanto vai também moldar de forma semelhante o mercado na América Latina. O Open Banking nivelou o campo de atuação para marcas, fintechs e bancos, e a Quanto já está possibilitando uma aceleração no ritmo de inovação em serviços financeiros. Estamos entusiasmados com a parceria com Ricardo e a equipe da Quanto para construir esta plataforma ”, acrescenta Michael Gilroy, sógio-geral da Coatue.