A Stone, fintech brasileira que oferece soluções para pequenos e médios empreendedores, anunciou hoje um acordo para a aquisição da Linx, especializada em software de gestão para o varejo. O valor da transação não foi revelado.

Mesmo após o anúncio da possível fusão, que ainda não havia sido confirmada, as ações de ambas as empresas dispararam, segundo informou a Reuters. Por volta de 14h35, as ações da Linx saltavam 25,69%, a R$ 32,88, após terem disparado quase 33%, a R$ 34,73 na máxima da sessão, liderando com folga o índice Small Caps, que subia 1,6%. Em Nova York, onde são negociados, os papéis da StoneCo avançavam 12,21%, a US$ 52,94, tendo alcançado US$ 54,43 no melhor momento.

As soluções de software da Linx se estendem pelos principais segmentos do varejo, do pequeno ao grande negócio. Somadas às soluções de meios de pagamento e serviços financeiros da Stone, aceleram a estratégia da companhia de digitalização do varejo brasileiro através de uma solução completa para pequenos, médios e grandes varejistas, que poderão contar com mais produtos para gerir seu negócio, engajar clientes, integrar os canais de vendas online e administrar suas finanças.

A estratégia da Stone se consolidou por meio do desenvolvimento de soluções financeiras e distribuição proprietária em escala nacional. Recentemente, a companhia também adotou a estratégia de investimento em empresas de software para ampliar e fortalecer sua oferta.

Os investimentos, apesar de diversificados, possuem um padrão: fundadores alinhados à cultura da empresa, tecnologia escalável e canais proprietários de distribuição. Junto a esses empreendedores e aplicando as melhores práticas de arquitetura, integração e uso de dados em seus produtos, a Stone reforça seu principal valor de colocar o cliente no centro do negócio e apoiar os empresários em todos os momentos da jornada empreendedora.

“A Stone nasceu há oito anos com um propósito muito forte de ajudar empreendedores brasileiros a prosperar por meio da oferta de produtos inovadores e um serviço excepcional, feito por um time extremamente talentoso que sempre coloca os nossos clientes em primeiro lugar, ajudando o empresário brasileiro a transformar seus sonhos em resultados. Estamos muito felizes de juntar esforços com a Linx nessa jornada de transformar o varejo no Brasil”, afirma Thiago Piau, CEO da Stone Co.

Uma nova frente de negócio será criada a partir da integração da Linx ao atual portfólio de investimentos em software da Stone, que somente ocorrerá após as devidas aprovações regulatórias. Para aconselhar as definições estratégicas e ajudar na construção dessa futura nova fase das duas companhias, será formado um conselho consultivo liderado por Alberto Menache, atual CEO da Linx.

A transação está condicionada à aprovação pelos acionistas das duas companhias e pelos órgãos regulatórios competentes, como SEC e CADE.