A Singu, marketplace de beleza e bem-estar, irá receber investimento da Natura, com aportes ao longo dos próximos anos e preferência futura de aquisição total das ações. O valor não foi divulgado.

A combinação entre as empresas possibilitará a oportunidade de uma nova linha de receita extremamente robusta, por meio de um novo canal de vendas pelo qual milhares de consultoras de beleza Natura e artistas da Singu poderão gerar renda, oferecendo seus serviços e produtos por meio da plataforma.

O investimento dará continuidade à jornada digital da gigante de cosméticos e proporcionará a aceleração no processo de expansão da Singu no País, iniciada em julho, quando a startup passou a operar em Brasília.

“Temos um alinhamento de valores ímpar com a Natura. Para mim, que sou neto de uma ex-consultora Natura, que usou a renda proveniente dos produtos para pagar a minha educação, é praticamente um conto de fadas me juntar à empresa, nos tornando assim o braço de serviços da Cia de beleza mais admirada do mundo para  juntos construirmos a maior empresa de serviços de beleza do mundo”, pontua Tallis Gomes, CEO e Fundador da Singu.

“As sinergias permitem que tanto Natura, quanto Singu, criem linhas adicionais de receita, além de colocar a Natura na vanguarda da transformação digital brasileira, dando uma aula de Gestão 4.0 para todas as outras listadas”, complementa Gomes. Foi com a Singu que, em 2017, Tallis Gomes foi eleito um dos jovens empreendedores mais inovadores do mundo pelo MIT (Massachusetts Institute of Technology).

As duas empresas têm desempenhado um papel importante na reformulação do mercado de beleza que hoje estima-se que movimenta mais de R$ 50 bilhões por ano no Brasil. “O investimento na Singu abre uma nova avenida de serviços em nossa jornada digital, que fortalecerá ainda mais a relação entre as consultoras de beleza e suas clientes”, afirma João Paulo Ferreira, CEO de Natura &Co América Latina. “Estamos avaliando a melhor forma de ampliar as soluções digitais em nosso modelo de negócios para proporcionar as melhores experiências de consumo e conexão com os nossos produtos, serviços e propósitos, por meio da combinação da venda direta tradicional com os meios online, como a plataforma desenvolvida pela Singu”.

Atualmente, a Singu possui 500 mil clientes ativos. Com atuação em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, possui na sua base mais de sete mil profissionais que atuam por meio da plataforma, prestando serviços  de manicure, pedicure, massagem e depilação.

Por seu modelo de negócio, a startup é responsável por aumentar em até três vezes a renda média das profissionais de beleza e bem-estar, criando um mecanismo de ascensão social, onde, ao contrário dos salões convencionais, que cobram dos profissionais até 60% do serviço prestado, a Singu recolhe de 35 a 40%.