O Facebook lançou nesta quinta-feira o Messenger Rooms Live, recurso do Messenger Rooms que permite fazer transmissões ao vivo com até 50 pessoas diretamente pelo mensageiro da rede social. A novidade já começou a ser liberada em alguns países onde o ‘Salas do Messenger’ está disponível.

Segundo a empresa, as transmissões ao vivo de páginas dobraram em junho de 2020, em comparação com o mesmo período do ano anterior – grande parte devido ao aumento nas transmissões feitas desde março deste ano. Nelas, artistas arrecadam dinheiro para suas iniciativas, zoológicos exibem aventuras diárias dos seus animais para todo o mundo e até instituições religiosas fazem celebrações e troca de votos entre casais.

As salas do Messenger são videochamadas em grupo que permitem o usuário se divertir e compartilhar interesses com outras pessoas online. Ele poderá criar uma sala e entrar ao vivo diretamente do Facebook ou Messenger Web e convidar qualquer pessoa para participar, mesmo que ela não tenha uma conta no Facebook.

Além disso, como criador de uma sala, ele poderá transmiti-la em um perfil, página ou grupo e convidar pessoas para assistir. Ele também poderá controlar a transmissão ao vivo, incluindo onde ela é compartilhada no Facebook, quem pode assistir e quem é convidado para participar. Todos os participantes da sala receberão uma notificação de convite para a transmissão ao vivo e terão que aceitá-lo para participar. Eles também podem optar por sair da sala antes que ela entre ao vivo.

O criador da sala também pode adicionar ou remover participantes da transmissão a qualquer momento, e os integrantes também podem sair dela quando desejarem. Outro recurso é a possibilidade de bloquear e desbloquear uma sala enquanto ela está ao vivo.

Mantendo as pessoas seguras

Quando o criador de uma sala escolhe entrar ao vivo, a transmissão é compartilhada com o Facebook e as pessoas fora da sala podem ver o que está acontecendo nela, de acordo com o público escolhido e o local onde a sala for compartilhada no Facebook. Os espectadores podem denunciar qualquer vídeo ao vivo que, na sua opinião, viole os Padrões da Comunidade do Facebook. Assim como acontece com outros vídeos do Facebook Live, a empresa também pode coletar e revisar o áudio e vídeo da transmissão para garantir que ela siga tais princípios.

Olhando para o futuro

Esse recurso está sendo implementado a partir de hoje em alguns países, tanto no Facebook e no Messenger na Web e será expandido em breve para todos os países onde as Salas do Messenger estão disponíveis, bem como para os aplicativos móveis do Facebook e do Messenger e o aplicativo do Messenger para desktop.