Após quatro meses do início da parceria entre o Carrefour e o Uber Eats na França, as empresas anunciaram a expansão do serviço de entregas diárias de compras agora para todo o país, antes limitado somente a área de Paris, e para a Bélgica.

Disponível desde 6 de abril, a união entre as duas marcas tinha como objetivo facilitar a rotina dos consumidores parisienses, diante do atual cenário, com entregas em 30 minutos de produtos do dia a dia, além de produtos de higiene e manutenção doméstica.

Lançado inicialmente em 15 lojas, o serviço alcançou 100 lojas no final de abril, 200 no início de junho e 300 no início de julho. Desde o dia 20 de julho, o serviço já está disponível em 330 pontos de venda e cobre 91 grandes áreas urbanas – 25% da população francesa.

No país, o Carrefour Market e o Carrefour City estão no app Uber Eats e em outros formatos do Carrefour Group em breve.

A parceria entre as duas empresas não se limita à França. Um acordo inicial foi assinado com o Carrefour Taiwan no final de 2019, cobrindo 8 grandes áreas urbanas e 38 lojas envolvidas na preparação de pedidos.

Em setembro será a vez da Bélgica, com o serviço sendo lançado em Bruxelas e Liège. A Bélgica testará um serviço de entrega de compras de 30 minutos, além de soluções para caixas de refeições. Segundo as empresas, isso aumentará a acessibilidade de refeições prontas para consumo entregues diretamente nas casas das pessoas com refeições saudáveis, variadas e gourmet.

Outros países do Grupo Carrefour seguirão nos próximos meses. “O Carrefour está muito orgulhoso de sua colaboração com o Uber Eats. Ele fornecerá aos clientes na França e em outros países acesso a um serviço de entrega em domicílio, com canais que complementam nossos serviços existentes”, diz Amélie Oudéa-Castéra, diretora executiva do Carrefour.

“Estamos muito satisfeitos por poder continuar a reforçar nossa parceria estratégica com um player especializado como o Carrefour e tornar a entrega em domicílio para compras acessível a todos na França na forma de uma experiência rápida, confiável e acessível”, conclui Stéphane Ficaja, gerente-geral do Uber Eats para Europa, Oriente Médio e África Oriental.