A empresa de transporte por aplicativo e de entregas 99 anunciou que está implementando em todo o país uma tecnologia de reconhecimento facial para identificar automaticamente o uso de máscara de proteção por motoristas e entregadores parceiros.
Além disso, chegam também recursos para verificar condições de saúde dos condutores e realização de higienização do carro. O objetivo do pacote, segundo a companhia, é aumentar a segurança contra a covid-19.

As novidades foram implementadas com sucesso há três meses na China, primeiro epicentro global da pandemia. Desenvolvidas pela Didi Chuxing, dona da 99, no Brasil as ferramentas funcionarão para motoristas do aplicativo e entregadores da 99Food, serviço de intermediação de entrega de comida da marca – que hoje opera em Belo Horizonte, Curitiba e mais 4 cidades.

Atualmente, condutores passam pela verificação do uso de máscara e recebem mensagens educativas. A partir de 9 de junho, aqueles que não passarem no teste não poderão se conectar ao app. A empresa também vai pedir uma declaração de temperatura e condição de saúde dos motoristas, além de perguntar se eles possuem álcool no carro para desinfectar o veículo.

Além disso, 99 e a 99Food passarão a enviar perguntas aos passageiros para verificar se os motoristas e entregadores estão de máscara, além de estarem desenvolvendo uma opção para que tanto passageiros quanto condutores reportem automaticamente um comportamento inadequado relacionado à covid-19 na avaliação após a corrida.

Além de trazer mais segurança para passageiros e clientes do delivery, as medidas protegem motoristas e entregadores, ajudando a preservar a saúde das pessoas que fornecem serviços essenciais. A expectativa da companhia é que as iniciativas ajudem a frear o avanço da doença no país ao diminuir o risco de contaminação entre os usuários.

“Essas tecnologias chegam para ajudar no nosso compromisso de deixar as pessoas mais seguras contra o coronavírus caso elas precisem usar o aplicativo”, diz Thiago Hipólito, diretor de Segurança da 99. “Nossa recomendação é que ninguém saia de casa a não ser que seja fundamental, mas quando for necessário daremos todo o apoio em termos de proteção e cuidados.”

Como funciona

Diariamente, ao se conectar ao app, a 99 pede aos motoristas que façam o reconhecimento facial pelo próprio app para verificar o uso da máscara. O condutor deve fazer uma selfie do rosto para mostrar se a máscara está cobrindo nariz, boca e queixo. Caso seja aprovado, poderá dirigir normalmente. Se não, ele pode regularizar a situação pedindo revisão pelo app.

O uso de máscara, o reporte de temperatura e a verificação de equipamentos de higiene para esterilização do veículo passarão a ser obrigatórios durante as corridas da 99. Além do uso da inteligência artificial, a empresa está tomando medidas adicionais para garantir o cumprimento.

De acordo com os apps 99 e 99Food, motoristas, passageiros e clientes do delivery que identificarem usuários sem a máscara ou que tenha tido qualquer outro comportamento de risco, podem reportar no próprio app. Em casos como esses, que vão contra os Termos de Uso da Plataforma, medidas corretivas podem ser adotadas, o que inclui de conscientização a bloqueio temporário do usuário.

Distribuição de máscaras e outras iniciativas

A nova ferramenta faz parte de um conjunto de iniciativas realizadas pelo app desde o início da pandemia, que incluem a distribuição de 550 mil máscaras para motoristas. Entre as medidas estão o cartão de identificação para manter um contato seguro, a desinfecção gratuita dos carros cadastrados, ajuda financeira para condutores diagnosticados com coronavírus, descontos em corridas para quem deseja doar sangue, além da disponibilização de corridas a Secretarias de Saúde para ajudar no deslocamento de profissionais da área. Em relação ao serviço de entrega de comida, a 99Food informa que está oferecendo o dobro da gorjeta, kits de higienização (máscaras de proteção e álcool em gel 70%), além da opção de entrega sem contato.