o PayPal e a Captalys resolveram se unir para oferecer uma solução de crédito para empresas que tenham uma conta do PayPal no Brasil – de forma rápida e sem burocracia. Trata-se de uma parceria cujo impacto tende a ser ainda maior neste momento em que muitas empresas foram duramente afetadas pela pandemia da covid-19, com novos desafios aos empreendedores nacionais.

A solução se chama “Crédito para o seu Negócio” e é voltada a empresas de todos os tamanhos, com foco, principalmente, nas MEIs e nas PMEs, que já são público-alvo do PayPal nos mais de 200 mercados em que atua.

“O mercado de crédito tem sido fortemente influenciado pela digitalização, mobilidade e expectativa crescente dos clientes por mais opções – o que vai ao encontro de nossa política global de democratização do acesso aos serviços financeiros. No caso desta nova solução, os lojistas que já usam PayPal passam a contar com acesso a uma ferramenta de crédito única no mercado, fácil de usar e 100% online”, afirma Thiago Chueiri, diretor de Desenvolvimento de Negócios do PayPal Brasil.

Toda a infraestrutura necessária para operacionalizar essa parceria será fornecida pela plataforma de Credit-as-a-Service da Captalys. Isso será possível graças à tecnologia desenvolvida pela Captalys, que tem inovado no segmento de crédito com a introdução de novas tecnologias e modelos de negócios que permitem a maior flexibilidade de produto e o menor custo do mercado.

“Já realizamos mais de R$ 60 bilhões em crédito para pessoas e empresas brasileiras, sempre em condições mais atraentes do que o mercado oferece. A parceria com o PayPal é mais um exemplo de uma solução inédita, viabilizada pela Captalys, que pode ter um impacto real em melhorar a vida financeira das PMEs no Brasil”, diz Margot Greenman, CEO da Captalys.

Cenário de crédito no Brasil

Uma pesquisa encomendada pelo PayPal ao Opinion Box levantou que as altas taxas de juros, burocracia do processo e dificuldade em conseguir o valor necessário estão entre os itens que mais provocam receio na hora de um empresário buscar crédito no mercado.

Ainda segundo o Sebrae, as PMEs representam 90% das empresas que vendem 100% online e 75% do e-commerce no País. Por outro lado, de acordo com dados da McKinsey, 53% delas não têm acesso a linhas de crédito. E 82% das que tentam contratar crédito não conseguem.