A Xiaomi, multinacional chinesa de tecnologia, acaba de anunciar parceria com a Linx para implantar a operação omnichannel em suas lojas físicas localizadas em São Paulo, assim como redesenhar seu e-commerce em busca de maiores resultados. Além disso, o novo modelo com canais integrados será fundamental para o plano de expansão que a empresa tem para o País.

O Linx Omni OMS, produto contratado pela Xiaomi, permitirá que a fabricante use seus pontos físicos como centros de distribuição e coleta de produtos comprados pela internet. Dessa forma, é possível reduzir custos de frete e prazo de entrega, além de diminuir a ruptura do estoque. Em paralelo, a marca apostou na plataforma da Linx Commerce para dar uma nova cara a sua loja virtual e ter à disposição recursos para potencializar as vendas online.

“Esse modelo omnichannel levará mais eficiência para a operação da Xiaomi e contribuirá para uma experiência mais conveniente para os consumidores da marca, além de ajudar o fabricante a superar barreiras logísticas e fiscais”, explica Jean Klaumann, vice-presidente da Linx Digital.

Para Paulo Xu, fundador da DL, empresa responsável por trazer a Xiaomi ao Brasil, “a Xiaomi tem a inovação em seu DNA e a aposta em novos canais de venda é um processo que temos colocado em prática. A parceria com a Linx não é somente a integração do mundo online com as atuais lojas físicas, mas também a evolução do conceito e-commerce. Temos a convicção de que o consumidor verá grande valor não só em nosso produto, mas também na forma como ele é atendido”.

Até o momento, a Xiaomi possui lojas próprias nos shoppings Ibirapuera e Center Norte, localizados na capital paulista. Atualmente, a marca tem mais de 260 produtos em seu mix, entre smartphones, pulseiras e relógios inteligentes, fones de ouvido, câmeras, luminárias, lâmpadas, entre outros itens.