A Loft, empresa que utiliza tecnologia para simplificar a compra, reforma e venda de apartamentos, passa a adicionar o marketplace à sua operação. Esta é uma nova modalidade de negócio que vai expandir sua atuação na cidade de São Paulo. Durante o projeto-piloto no primeiro bimestre de 2020, a modalidade já respondeu por 39 vendas de apartamentos, representando 47% do total de unidades comercializadas.

O marketplace está sendo acrescentado ao modelo tradicional da Loft, o iBuyer. Neste, qualquer pessoa vende ou compra um apartamento diretamente da Loft. Já o marketplace reúne compradores e vendedores por meio do site da startup. Mate Pencz, fundador da empresa, explica que há benefícios em ambas as opções.

“As vantagens do novo modelo são centralizar as informações em anúncio gratuito único – um diferencial de mercado – e ampliar o atendimento da Loft para outros bairros de São Paulo. Por sua vez, o iBuyer tem o benefício da liquidez pra quem vende – pagamos rápido e à vista -, e da garantia pra quem compra e reforma- a Loft dá garantia de 1 ano após a entrega do apartamento reformado”, conta. “Queremos impactar mais pessoas de diferentes perfis com opções de apartamentos nas principais regiões da cidade”, completa o executivo.

Novos bairros

A partir de março, a Loft intensifica o cadastramento de apartamentos para venda em 13 novos bairros: Vila Romana, Bela Vista, Brooklin, Aclimação, Chácara Klabin, Campo Belo, Vila Clementino, Liberdade, República, Pari, Bom Retiro, Sé e Brás. Os interessados em vender imóveis em todas estas áreas já podem fazer o cadastro no site da Loft.

Com essa expansão, a empresa passa a oferecer apartamentos em um total de 37 bairros da capital paulista, perfazendo uma área semelhante ao centro expandido. São eles: Jardim América, Jardim Paulista, Itaim Bibi, Itaim Nobre, Vila Nova Conceição, Jardim Europa, Moema Pássaros, Vila Primavera, Higienópolis, Pinheiros, Jardim Paulistano, Moema Índios, Vila Madalena, Vila Olímpia, Perdizes, Paraíso, Vila Mariana, Sumaré, Lapa, Alto da Lapa, Vila Leopoldina, Alto de Pinheiros, Santa Cecília, Saúde, Vila Romana, Bela Vista, Brooklin, Aclimação, Chácara Klabin, Campo Belo, Vila Clementino, Liberdade, República, Pari, Bom Retiro, Sé e Brás.

Efeitos do marketplace para corretores e reformas

Atualmente, o marketplace já vem recebendo 300 novos apartamentos cadastrados a cada semana. Este aumento do volume da carteira favorece o trabalho dos corretores. Outro benefício: facilita a vida do comprador no processo de mudança. Isso acontece porque, para todos os apartamentos cadastrados neste modelo, a empresa cria um projeto de reforma. Com precificação exclusiva – única no mercado baseada em transações reais – e um projeto de reforma 3D.