Com a missão de promover um mercado financeiro mais ágil, justo e inteligente, a fintech Guiabolso acaba de lançar um novo serviço, o Guiabolso Connect, que permitirá que empresas acessem os dados financeiros de seus consumidores, mediante autorização destes, e assim possam conhecê-los melhor.

A expectativa é que, com a possibilidade de compartilhar informações, os consumidores ganhem acesso a melhores produtos e possam ter uma economia de tempo e dinheiro. Já as empresas se beneficiam com informações que permitem uma melhor análise de risco e diminuem custos de processamento de informação, além de conseguirem entender melhor o perfil do usuário e, assim, oferecer produtos personalizados.

A nova vertical de negócio, voltada ao B2B, nasce em um momento em que o mercado discute a regulamentação do open banking. “Ao deixar nossa infraestrutura disponível para o mercado construindo esta ponte entre o consumidor e as empresas, estamos antecipando os benefícios do open banking em alguns anos”, diz a head do Guiabolso Connect, Fátima Rios.

O Guiabolso Connect é a primeira ferramenta de conexão de dados no Brasil que fará esta ponte entre o consumidor final e empresas contratantes do serviço. As informações compartilhadas podem ser variáveis de risco, a renda verificada, os gastos em algumas categorias, o saldo da conta corrente, entre outras, a depender do serviço contratado.

O foco é difundir o serviço entre empresas que precisam fazer alguma avaliação de risco ou uma segmentação eficiente do consumidor para ofertar produtos financeiros. Esse são os casos, por exemplo, do crédito, seguros, investimentos, seguros fiança, entre outros.

“É uma grande mudança na maneira como as pessoas ganham acesso aos produtos e como as empresas passam a conhecer este consumidor. Esperamos que haja uma melhora de custos, eficiência e segurança pelo lado da empresa”, diz a head do serviço.

Fátima Rios explica que ao contratar um crédito ou alugar um imóvel, por exemplo, ao invés de a pessoa ter de reunir documentos que comprovem a renda poderá, em um clique, compartilhar essa informação com base no seu histórico bancário organizado pelo Guiabolso. Para as empresas, além de mitigar o risco de fraude de envio de documento falsos, o serviço diminui custos com back office e tornam os processos mais rápidos. Em conversas com o mercado, empresas relatam que mesmo em situações nas quais o processo é eficiente a demora é de no mínimo 2 dias para avaliar o risco.

A análise mais completa das informações também permite a diminuição da inadimplência. “No caso do crédito, chegamos a observar que o nível de precisão na análise de risco dos clientes chega a ser 50% maior quando se utiliza a análise mais completa do score e histórico financeiro”, afirma a head.

“Do lado do consumidor, há ganhos de tempo na contratação do serviço, da quantidade de ofertas disponíveis e de dinheiro, pois a análise mais assertiva pode resultar em taxas mais baixas no crédito, por exemplo”, diz o CEO do Guiabolso, Thiago Alvarez. A ferramenta amplia o acesso das pessoas a produtos financeiros antes não oferecidos devido a limitações de se avaliar o perfil da pessoa utilizando apenas o score dos bureaus de crédito tradicionais ou documentos físicos.

O serviço é lançado já com um parceiro em funcionamento, o Just (recentemente adquirido pelo BV), e com mais cinco empresas em fase de implementação. “A contratação e integração do serviço é muito simples e universal. Muitas empresas já vinham demandando este tipo de serviço, mas ainda não havia nada parecido no Brasil”, diz Fátima.

A empresa se baseou em serviços estrangeiros como a americana Plaid, recentemente adquirida pela Visa por US$ 5,3 bilhões. Ferramenta líder no serviço de conexão no mundo, a Plaid permite que os consumidores compartilhem informações financeiras com milhares de aplicativos e serviços, entre eles, Acorns, Transferwise e Venmo.

O serviço do Guiabolso Connect fica hospedado no site ou aplicativo da empresa contratante do serviço, onde o consumidor está comprando o produto. Ali mesmo, por meio de um plugin, a pessoa terá a opção de se conectar ao Guiabolso Connect e compartilhar informações financeiras selecionadas com a empresa parceira. Toda a operação segue protocolos de segurança de níveis bancários e já nasce aderente à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).