Ingresse, plataforma de experiências e marketplace de ingressos, usou parte dos R$90 milhões captados na recente rodada de investimentos, Série C, para lançar um fundo em conjunto com os sócios da gestora RK Partners, responsáveis pela reestruturação da MMX do Grupo EBX. “Essa movimentação é muito importante para o mercado, já que é a primeira vez que uma plataforma de entretenimento faz um movimento estruturado de serviços financeiros”, ressalta Gabriel Benarrós, CEO e fundador da Ingresse.

O FIDC investirá no mercado de entretenimento e a Ingresse atuará como uma operadora financeira, fornecendo crédito aos produtores de eventos no Brasil. Os investimentos estão alinhados à estratégia da marca de beneficiar o mercado de entretenimento como um todo e promover experiências cada vez melhores e completas aos usuários. Segundo Benarrós, “A Ingresse tende a ser a marca Top of Mind do consumidor que está procurando opções de experiências diferenciadas, a partir de um catálogo diverso de eventos . Como base nisso, nos preocupamos em contribuir e nos aliarmos a especialistas na área”, destaca.

Ingresse já vinha fazendo operações financeiras com os seus parceiros da plataforma, como forma de apoio aos produtores parceiros. Entre eles está o Réveillon Vai Tapajós, que acontece na região de Alter do Chão (PA), e valoriza uma experiência com propósito. “Este evento simboliza a tendência de projetos que reúnem turismo sustentável, cultura, gastronomia e música”, conta Benarrós. Com a criação do Fundo, este movimento que a Ingresse vem construindo como financiadora de entretenimento ao vivo, ficará mais consolidado.

Este novo modelo de negócios, já tradicional em setores imobiliários (case da Loft) e de crédito pessoal (case da Creditas), reforça a identidade inovadora da plataforma que traz as tendências e tecnologias do mercado para o setor de entretenimento.