Em novembro de 2010, o Diego apresentou a vocês um player que estava chegando ao mercado de delivery online na época: o ComerNaWeb. Hoje, quase três anos depois, a startup já está bem melhor estruturada. “Neste período, o site cresceu bastante. Agora estamos com, praticamente, 400 restaurantes online, grande parte no Rio de Janeiro”, explica Marcio Blak, sócio da empresa. Os apps lançados pela empresa há seis meses também já representam 10% dos pedidos feitos.

Segundo Marcio, os restaurantes que adotam o conceito de “praça de alimentação virtual” através do site percebem, em média, um aumento de 20% nas vendas.

E a gente sabe que o mercado de delivery pela internet está concorrido, com a presença de dois gigantes: o RestauranteWeb e o iFood. A razão da atenção em relação ao mercado pode ser percebida em uma das justificativas que Marcio dá para a existência do próprio ComerNaWeb: “Com a saturação do atendimento por telefone que não consegue atender a demanda, a era digital evita que o consumidor desperdice tempo com o sinal de ocupado e permite a visualização do cardápio escolhido após alguns cliques no mouse ou na tela do smartphone.”

Um dos diferenciais do ComerNaWeb em relação a seus concorrentes é disponibilizar domínio, homepage personalizada e atendimento online para cada bar e restaurante cadastrado. Por isso, o estabelecimento paga um preço único e passa a ter presença na web com a sua própria marca.

A startup também oferece sua ferramenta de delivery pelo Facebook, com a possibilidade de o estabelecimento criar ofertas promocionais e oferece-las a seus clientes. Além disso, eles já começam a explorar o mercado de reservas, com o ComerNaWeb Reservas.

Veja um vídeo de apresentação criado pela startup:

Foto: rick