Termina hoje a Conferência WWW e a nossa correspondente Ana Luisa Santos envia mais um texto sobre a visita dela enquanto empreendedora ao evento. O foco desta vez está no Big Data!

+++ 

“Big data”, a análise de grandes massas de dados, é tema recorrente nas discussões do futuro da internet na WWW Conference.  Estimativas da IBM indicam que a cada dia são gerados 2,5 quintilhões (25 seguido de 17 zeros) de bytes de dados.  E essa massa de dados só tende a crescer com a chegada da “Internet of Things”, objetos do nosso dia-a-dia equipados com sensores e capazes de se conectar à web ou com outros dispositivos.  A disponibilidade dessa quantidade massiva de informações traz um grande desafio: como extrair “insights” e ações de negócios desta massa crescente de dados?

Conversamos sobre oportunidades em “big data” com Henrique (Rico) Malvar, Chief Scientist da Microsoft Research.  Rico nos dá um exemplo bastante prático:  um fabricante de automóveis pode monitorar remotamente defeitos de funcionamento de todos os carros que produziu e estão agora rodando nas ruas.  Caso o motor de um carro aqueça frequentemente, um sensor de temperatura pode alertar a central do fabricante, e também o próprio dono do carro, de que é hora de levar o carro para a revisão. Muitos carros com o mesmo problema são um alerta para o fabricante de que talvez seja preciso lançar um recall ou revisar seus processos internos de fabricação.  

Segundo Rico, a Microsoft está apoiando a democratização de “big data” desenvolvendo plataformas na cloud (nuvem) que conseguem absorver grandes massas de dados e também provendo ferramentas de análise para simplificar a tomada de ações de negócios.  Os desafios técnicos são bastante complexos: velocidade de conexão, filtragem de dados relevantes e pouco estruturados, veracidade das informações, sem contar a análise dos dados, que envolve muita estatística, “machine learning” e visualização da informação.  “Big data” tem imenso potencial de aumentar competitividade, inovação e tomada de decisões rápidas pela empresas. Fiquem ligados.

Ana Luisa Santos é engenheira geek com mestrado no MIT Media Lab. Cofundadora da MobGeek, startup que oferece treinamentos online em mobile, nas horas vagas é co-organizadora do MIT Global Startup Workshop e da Awesome Foundation Rio.

 Leia aqui as outras contribuições da Ana:

– WWW Conf: Max Van Kleek e o poder sobre os dados das pessoas

– ‘Web permite que startups realoquem capacidade ociosa em larga escala’

Foto: UWW ResNet/Flickr (Acesse o original)