Há um ano, Adriana Costa estava se preparando para lançar uma loja online de joias quando recebeu um “convite na hora certa” da Rocket para que ela liderasse as operações da 21Diamonds no Brasil. Com a intenção de ser a “Amazon das joias e bijuterias”, o site atua em diversos países do mundo e vende marcas famosas e coleções próprias.

“Em janeiro de 2012, era só eu em uma sala. Hoje já temos uma equipe de 25 pessoas. A ideia também evoluiu, porque antes vendíamos só joias e agora temos as bijus e os folheados”, explica a empresária, que já pensa em centralizar as operações das 21 na América Latina –ainda sem data de expansão prevista. Ela conta que os clientes podem gastar de R$ 50 a R$ 57 mil no site.

Entre os diferenciais da loja está o fato de que as joias podem ser customizadas e feitas sob medida, afirma Adriana, que se junta a José Reis na liderança da empresa. “O cliente seleciona o modelo, escolhe o metal, as peças e pode fazer isso da privacidade da casa dele.

Ele pode compor a joia de acordo com o bolso dele e não precisa mais chegar à loja e dizer quanto quer gastar”, conta Adriana, que diz sempre ter trabalhado na área de joalherias.

Evitar esse “constrangimento” de falar de dinheiro com a vendedora da loja física é um diferencial do site, conta ela. “A gente não julga a pessoa pela aparência. Queremos realizar o que ele pesquisa, estar naquele momento especial.”

Uma pequena parte dos produtos vendidos está em estoque, mas Adriana diz que a grande maioria é mesmo feita sob medida e é entregue em 15 dias, com um “tratamento premium”, mesmo que a pessoa tenha comprado um simples bijuteria. “Não é o padrão do mercado trabalhar com esse curto prazo, então foi preciso que os fornecedores também apostassem na ideia”, diz Adriana. Ele afirma já ter feito visitas a todas as fábricas que fornecem produtos para a 21Diamonds.

A 21Diamonds não revela o valor que a Rocket investiu na criação da companhia.