O reconhecido programa (em que quatro startups brasileiras já entraram) reinicia a busca de empreendedores que irão receber um subsí­dio de $ 40.000 USD sem cedência de participação no capital do projecto/empresa e um visto de trabalho de 1 ano.

Start-Up Chile anuncia a abertura da segunda fase do processo de candidaturas, novamente à procura de selecionar, financiar e receber até 100empresas startup no Chile.

Durante o primeiro trimestre de 2011, um processo semelhante foi conduzido, resultando na selecção de 110 startups de 28 nações, 90 das quais estão agora a chegar ao Chile. A meta para o ano de 2011 é atrair até 300 startups, e 1000 antes do culminar de 2014.

O processo terá iní­cio na segunda semana de Julho e será aberto, pela primeira vez, aos empreendedores de todas as nacionalidades, ambos residentes dentro e fora do Chile.

Os critérios de candidatura incluem:

  • qualidade do talento e dedicação da equipa dos membros fundadores,
  • potencial de mercado internacional do projecto, e
  • valor das redes afiliadas que será injetado no ecossistema empresarial chileno.

O júri­ que determina o critério de selecção será constituído por peritos da indústria, sociedades de capital de risco, e empreendedores com formação sólida na execução e assessoria de startups. Todas as startups serão seleccionadas igualmente sob os mesmos critérios.

As candidaturas devem ser submetidas em Inglês através do site do Start-Up Chile,www.startupchile.org/apply, onde se encontra mais informação sobre o processo de candidatura e participação no programa.

Sobre o Start-Up Chile

Start-Up Chile é um programa criado pelo Governo do Chile que pretende atrair, em fase inicial, empreendedores de alto potencial para alavancarem os seus projectos usando o Chile como uma plataforma para se globalizarem. Durante os seis meses os participantes devem estar no Chile, para tal recebem um visto de trabalho de 1 ano e US$ 40 mil, o objetivo, além de desenvolverem as suas startups, é criarem e fomentarem ligações com o ecossistema de empreendedorismo local.

O objetivo final é transformar o Chile no centro de inovação e empreendedorismo da América Latina e acredita-se que esse objetivo possa ser alcançado ligando os empreendedores locais e estrangeiros e relacionando-os com redes dinâmicas e diversificadas.

O programa, único no mundo, é a oportunidade ideal para empreendedores receberem financiamento sem cedência de participação no capital da empresa e utilizarem uma das mais fortes economias latino-americanas como a sua plataforma de desenvolvimento/lançamento. O Start-Up Chile é uma iniciativa revolucionária que abriu caminho a programas similares como o Startup América, Inglaterra e Grécia. Tem sido elogiado e reconhecido internacionalmente em publicações como Forbes, The Economist, INC. Magazine, e EXAME, entre outras.

Os empreendedores do Start-Up Chile

No total 112 startups terão participado activamente no Start-Up Chile durante o curto período de existência do programa. Elas vêm de cada um dos sete continentes, desde a China à Noruega, de Israel à África do Sul, do Brasil à Bulgária.

Já há resultados concretos: os fundadores da Junar, uma plataforma que permite aos utilizadores facilmente encontrar e utilizar dados, conseguiu obter 1,2 milhões de dólares de capital, em Dezembro de 2010, de empresas da LatAm de venture capital e business angels. Enquanto isso, Lucí­a Iborra, fundadora da visualNACert conseguiu, durante seu tempo no programa, um acordo de milhares de euros entre uma universidade em Espanha e duas universidades chilenas.

Amir Salihefendic, um bósnio, a viver na Dinamarca, foi aceito na primeira ronda de 2011, depois de ter previamente fundado a Plurk.com que agora tem mais de 5 milhões de usuários e foi copiada pela Microsoft. Ele procura o mesmo sucesso com sua nova startup Wedoist.

Histórias de triunfo e fracasso, aprendizagem e experimentação, tentativa e erro abundam entre os participantes no Start-Up Chile cujas experiências são compartilhadas com o mundo através do programa que os trouxe ao encontro uns dos outros.

Para mais informações sobre a experiência Start-Up Chile, por favor visite www.startupchile.org.

(Fonte)