* Por Renato Alves

Uma das maiores consequências do novo coronavírus, diz respeito ao aumento no número de desempregados no Brasil e no Mundo. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país fechou o primeiro trimestre de 2020 com 12,9 milhões de desempregados.

Nessa época, a covid-19 ainda estava apenas começando a afetar a economia nacional, por conta das primeiras medidas de isolamento. No entanto, a depender da duração da quarentena, entidades ligadas ao comércio e demais setores afetados pela crise, projetam que mais 8 mil pessoas devem ficar sem trabalho devido ao fechamento dos negócios.

O mercado de franquias é uma alternativa para os empreendedores driblarem o cenário, principalmente para quem não quer lidar com as dificuldades de uma empresa própria e em fase inicial. Com o período incerto e muitas redes sem saberem de que forma sairão disso tudo – levando em consideração que o coronavírus também tem mudado os hábitos de consumo dos brasileiros – ter cautela nesse momento e não investir por impulso é o melhor conselho que tenho para dar. Acima de qualquer decisão, é importante avaliar as oportunidades.

Parece egoísmo de minha parte pedir para quem está sem emprego aguardar a pandemia passar para ver o que vai fazer da vida, mas não é. No desespero, não enxergamos as situações de forma clara e objetiva, e muitas vezes acabamos cometendo erros financeiros que podem ser fatais.

Devemos usar esse tempo para estudar e analisar os números de um possível investimento e o prazo de retorno, por exemplo, sempre considerando o contexto atual. Um segmento que pode ser impulsionado é a franquia home office, já que praticamente o Brasil inteiro está atuando de casa e o capital inicial costuma ser bem menor.

Apesar de, nessa modalidade, o franqueado conseguir uma renda bem atrativa já nos primeiros meses de operação, dependendo muito do quanto se esforça, o negócio não serve para todo mundo, já que as pessoas são diferentes e têm habilidades distintas. Conhecer o seu perfil individual é extremamente importante para construir uma história de sucesso e evitar perdas no empreendimento.

Contar com o apoio de uma consultora especializada pode ajudar a identificar os seus ramos de interesse, planejar o investimento necessário e comparar as marcas do segmento escolhido. As feiras de franchising também são boas oportunidades para entender melhor as redes franqueadoras e seus modelos.

Nesse quesito, indico a ABF Franchising Expo, que deve ocorrer nos dias 29 e 30 de setembro e 01º de outubro de 2020, com cerca de 400 marcas expositoras apresentando o seu negócio. A ocasião é favorável para os empreendedores fazerem uma pesquisa mais apurada do setor onde desejam atuar, bem como participarem de simpósios e workshops para adquirem conhecimento. Se tudo der certo, nos vemos lá!


Renato Alves é diretor de expansão da Bicalho Consultoria Legal, empresa especializada em migração, internacionalização de negócios e franquias.