Com o objetivo de introduzir para as novas gerações o espírito empreendedor do negócio social, a ESPM-SP promove, nos dias 16 e 17 de maio, sexta e sábado, um workshop diferente. Durante dois dias, 200 jovens alunos do ensino médio e da graduação, 100 em cada estágio, de escolas públicas e privadas, terão a oportunidade de criar um projeto em prol da melhoria na educação brasileira.

A abertura do ESPM Social Business Challenge, que conta com o apoio da Fundação Lemann e do portal Catraca Livre, ocorre às 14hs. Em seguida, os jovens empreendedores terão acesso a um diagnóstico educacional por Flávia Goulart, gerente de projetos da Fundação Lemann. Flávia é mestre em direito pela USP e em administração de empresas, com foco em estratégia e modelos de decisão, pela Duke University. Após este panorama, serão apresentados três casos de negócios sociais em educação com o objetivo de inspirar a plateia da nova geração.

Em seguida, Maurício Turra, coordenador do Yunus ESPM Social Business Centre, explica quais os fundamentos teóricos do negócio social; e, Rose Mary Almeida Lopes, coordenadora do Núcleo de Empreendedorismo e professores da ESPM, ensina como utilizar diferentes técnicas para gerar novas ideais e estruturar novos negócios.

Após estudarem o contexto socioeconômico da educação brasileira, casos inspiradores de empreendedorismo, ferramentas para criação do projeto, e a diferença de um negócio social para um empreendimento com foco apenas no lucro, os estudantes se dividirão em grupos de brainstorm – entre estudantes universitários ou de ensino médio/cursinho.

No sábado, segundo dia de workshop, os jovens farão reuniões de trabalho apoiados por mentores/orientadores visando estruturar e aperfeiçoar seu modelo de negócio. Entre os mentores há nomes como Marcelo Nakagawa, Fernando Correa Grisi, Camila Infanger Almeida E Amanda Soldani.

Ao final da sessão os grupos serão orientados a planejar a apresentação para a banca avaliadora, formada por especialistas, educadores, empreendedores e potenciais investidores. Os dois melhores projetos serão premiados com um notebook cada um e a chance de incubar seu negócio por seis meses na Incubadora da ESPM.

As inscrições podem ser realizadas aqui. Dos alunos de escolas particulares será cobrada uma taxa de R$ 100,00, os de ensino médio, de escolas públicas, serão isentos desta taxa e, aqueles que tiverem feito inscrição para o vestibular da ESPM terão um desconto de 50%.