Professores e executivos da Universidade de Stanford, no Vale do Silício, nos Estados Unidos, vão se reunir com as empresas selecionadas para o Programa de Inovação e Empreendedorismo para empresas mineiras de Tecnologia da Informação, oferecido pela universidade em parceria com o MGTI, Sebrae Minas e Governo do Estado amanhã no auditório do MGTI, em Belo Horizonte, às 14h. Eles vão conhecer de perto os projetos da cada empresa mineira.

“Será muito importante para o sucesso do programa essa aproximação da equipe de professores e executivos de Stanford com os patrocinadores do projeto e as empresas inscritas, pois a essência do modelo proposto está em juntar as experiências de empreendedorismo vividas nessa instituição e seu conhecimento acadêmico com a cultura e os casos de sucesso existentes aqui em Minas Gerais. Isto é, não basta importar uma fórmula de sucesso, mas é necessário colocar nossos próprios ingredientes para atingirmos os objetivos de inovação desejados”, diz o diretor da Fumsoft e vice-presidente da Assespro-MG, Wilson Caldeira, responsável pela negociação com a universidade,

A pré-inscrição para o programa começou no lançamento oficial, no dia 01 de abril, no auditório do MGTI, em Belo Horizonte. Das 90 empresas pré-inscritas no processo seletivo, 80 eram micro e pequenas com faturamento anual até R$ 3,6 milhões em 2013 (segundo critério do Sebrae-MG) e 10 com receita acima desse valor. Dessas, 28 MPEs se inscreveram e nenhuma média/grande concluiu o processo. Com isso, as regras tiveram de ser modificadas. O programa passou a atender 25 MPEs, já definidas, e 1 empresa média/grande, que vai ser selecionada até o fim desta semana.

O custo do investimento para as PMEs é de cerca de US$ 34 mil mais impostos por empresa, sem custos de viagem e hospedagem. O Sebrae-MG e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico vão subsidiar em torno de 70% desse custo. A empresa média/grande pagará o valor integral. Todas as empresas podem financiar o valor a ser pago pela inscrição, custo de passagem e hospedagem por uma linha de crédito especial para o programa de Stanford pelo BDMG.

Uma outra mudança é que agora os melhores projetos entre as PMEs, segundo Stanford, ao final do programa, terão a garantia de receber um subsídio do Sebrae-MG no valor de R$ 90.000,00, dentro do programa Sebraetec.

O Programa de Inovação e Empreendedorismo para empresas mineiras de Tecnologia da Informação foi formatado em quatro fases: capacitação à distância, módulo na Universidade de Stanford, monitoramento de quatro semanas e, finalmente, módulo no Brasil. O professor Mike Lyons, diretor acadêmico do programa, explica o processo pelo qual as empresas mineiras passarão: “O programa oferece uma imersão intensiva nos processos usados no Vale do Silício para criar empresas inovadoras de tecnologia”. Durante a primeira semana, na Universidade, os participantes se encontrarão com líderes de acesso ao mercado, do desenvolvimento de produtos, de operações e de processos de financiamento do entorno do Vale. As equipes das empresas vão começar a aproximação com os mentores e os investidores do setor. Nos primeiros quinze dias, as equipes das empresas irão aprofundar sua aproximação com o mercado, com o desenvolvimento de produtos e com as operações. Na segunda semana, no Brasil, irão se concentrar no treinamento intensivo em todos os elementos de negócios com uma equipe de seis pessoas especialistas no segmento de TI, de Stanford. As equipes das empresas terminarão a semana com apresentações a mentores da indústria local – Minas Gerais -, empresários e investidores. Lyons conclui sua explicação prevendo as expectativas que os empreendedores mineiros terão supridas, ”os participantes devem esperar grandes melhorias em sua capacidade de articular o foco de sua empresa, o acesso ao mercado, o desenvolvimento de produtos, a abordagem de operações e as estratégias de financiamento”.

Empresas selecionadas

Das 25 MPEs que vão participar do Programa de Inovação e Empreendedorismo para empresas mineiras de Tecnologia da Informação, da Universidade de Stanford, 17 são de Belo Horizonte, 3 de Uberlândia, 2 de Juiz de Fora, 1 de Nova Lima, de Contagem e de Divinópolis.

000