A FGV acaba de abrir as inscrições para o programa 10.000 Mulheres. Até o dia 20 de maio serão aceitas inscrições de mulheres com negócio próprio em atividade, e que não tiveram acesso a cursos de administração em escolas de primeira linha. O projeto capacitará empreendedoras em ferramentas de administração e gestão de negócios.

A empresária Ana Fontes já participou do programa em 2010. “Fez uma diferença absurda na minha trajetória como empreendedora”, afirma. Hoje líder da Rede Mulher Empreendedora, Fontes diz que faltam iniciativas parecidas e que elas são “fundamentais” para o mercado.

“Aprendi lá que negócios por oportunidade tem muito mais chances de sobrevivência. Não adianta só olhar para o que você gosta de fazer, tem que pensar em um produto ou serviço que as pessoas queiram comprar. Depois do programa acabei abrindo mais duas empresas além da que eu já tinha”, conclui Ana.

O programa é oferecido pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas em parceria com a espanhola IE School e patrocínio das instituições norte-americanas Goldman Sachs e Goldman Sachs Foundation e está em sua sexta edição.

No total, o 10.000 Mulheres já habilitou 350 mulheres em São Paulo. O programa é gratuito e vai acontecer do dia 1º de agosto ao dia 13 de dezembro na FGV.