A startup EasyEmprego, criada há 20 dias, já chegou a uma nova etapa de sua trajetória ao conquistar investimento de R$ 150 mil. O aporte vem da empresa RSale, especializada em investimentos em startups e franquias.

A ideia da EasyEmprego é ajudar pessoas conseguirem trabalhos perto de suas residências ou estudos. “Sempre trabalhei longe e senti na pele o que é perder quatro horas por dia no trânsito, perdendo também oportunidades graças ao desperdício de tempo. Depois de muita pesquisa, notei que a maioria das pessoas está abrindo mão de um salário melhor para trabalhar perto de casa”, nos conta o CEO Renan Godinho.

O serviço, ainda em fase MVP, usa recursos de geolocalização para mostrar as oportunidades de emprego perto da região do usuário, que pode filtrar as vagas por área de atuação e salário. Também há recursos que mostram o trajeto de ônibus da localização do usuário até a empresa em que ele estiver interessado.

easy emprego

De acordo com Godinho há fila de empresas para cadastrarem vagas em seu site. Ele diz que eles já têm 421 usuários, 120 vagas cadastradas e que, até o final do mês, chegará a 1.000 vagas disponíveis.

O CEO da startup explica ainda que o investimento será utilizado para contratação de profissionais, investimento e marketing. Atualmente a equipe conta com Godinho (formado em Ciência da Computação), Fábio Rodrigues (desenvolvedor) e Andréa Gomes (designer), além do mentor e investidor Roberto Saretta, da RSale.

De acordo com Saretta, o modelo de oferta de empregos por geolocalização é algo novo e não há concorrentes fazendo isso especificamente. O investidor diz que apostou na startup porque viu grande potencial na proposta e no modelo de negócios — que deverá ser freemium, com alguns recursos extras para empresas e usuários que optarem por pagar. Segundo ele, o maior potencial está em franquias de alimento, que não oferecem salários competitivos o suficiente para fazer funcionários se deslocarem grandes distâncias.  A RSales ficará com equity de 20% da EasyEmprego

Por enquanto, no site, é apenas possível procurar por oportunidades no Rio de Janeiro. Inclusive, segundo Saretta, até março eles expandirão a atuação para São Paulo e, ao longo do ano, também querem estar presentes em Belo Horizonte, Fortaleza e Brasília.