A Cuponomia, que oferece cupons de descontos para lojas virtuais, anunciou que chegou ao seu 1º milhão de cupons usados e mil lojas parceiras no último mês, uma marca na história da startup que teve sua fundação há menos de um ano atrás. Parei para conversar sobre esse caminho com Antonio Jorge Miranda, atual CEO da startup e cofundador ao lado de Vinicius Dornela.

“O negócio tem crescido muito. Nós atingimos em três meses o que esperávamos fazer em um ano e isso mostra o quão aquecido está o mercado de cupons no Brasil e o bom trabalho da nossa equipe, sempre falando com lojas e conseguindo bons descontos”, contou o sócio. Segundo dados divulgados pela empresa, o site reúne uma média de 3 mil cupons ativos simultaneamente, que geram R$ 4 milhões em vendas por mês.

Mas nem tudo são flores. Segundo Antonio, uma das maiores dificuldades de fazer cupom no país é a educação do mercado para esse novo conceito. “É preciso educar esse mercado para esse novo conceito. Do lado dos consumidores, existia a experiência do cupom com compra coletiva, que ele tinha que pagar antes e, geralmente, estava adquirindo um serviço. Antes, o cupom estava associado a um serviço que era consumido num local físico”, explica. “Também precisamos trazer o conceito para as lojas. Até as grandes redes nem sempre estão preparadas para ter o sistema de cupom.”

Mas a startup, que atualmente está com 12 funcionários, conta com um apoio de peso para seguir esse caminho. Eles receberam investimento da 500 Startups e, com isso, conseguem ter acesso a um escritório no Vale do Silício, apesar de manter a sede em São Paulo.

Mais da Cuponomia no Startupi:

Mais de cupons no Startupi:

Foto: Antonio Miranda/Divulgação