A startup brasileira OndaLocal, criada por um grupo de executivos de várias nacionalidades, quer ser o “ombro amigo” das pequenas e médias empresas brasileiras na hora de escalar o negócio e conquistar novos clientes. A OndaLocal faz isso ao prestar serviços de marketing com a ajuda de uma plataforma alemã, que “permite criar e gerenciar presença online de forma muito eficiente”.

Criada em novembro de 2012, a OndaLocal foi criada por cinco sócios: Simon Croisetiere (canadense), Peter Propper (eslovaco), Johannes Noebels (alemão), Jairo Mandelbaum (brasileiro) e Marcelo Brito (brasileiro). Eles receberam aporte da Mountain do Brasil* e de investidores anjo, e agora procuram levantar uma rodada maior para aumentar a força comercial da companhia e iniciar a expansão para as principais capitais do país.

Conversei sobre a iniciativa com Simon Croisetiere, sócio que exerce a função de CEO. Veja o papo na íntegra:

Vocês são uma startup voltada para fazer marketing pra startups? É isso?

Somos uma startup focada em ajudar para pequenas e médias empresas a captar mais clientes através de marketing online. Essas empresas geralmente não têm tempo ou conhecimento para ter uma presença online efetiva. Nossa proposta é uma solução completa a preço acessível, totalmente gerenciada por nós, para que nossos clientes possam focar na expansão e crescimento de seus negócios. Basicamente, colocamos nosso cliente em todos os lugares em que os clientes potenciais dele possam encontrá-lo.

Nosso foco está nos diversos segmentos que oferecem principalmente serviços (beleza, academias, reparos domésticos, dentistas, contadores, advogados e muitos outros). As startups não são nosso foco porque, geralmente, elas já têm uma equipe interna voltada para marketing online.

Você diz que a empresa usa uma tecnologia alemã. Que tecnologia é essa?

A tecnologia que a OndaLocal utiliza veio de uma empresa alemã líder de mercado no setor de marketing para PMEs, a RegioHelden.
Utilizamos uma plataforma escalável, que permite criar e gerenciar presença online de forma muito eficiente. A tecnologia também permite dar transparência total de resultados. Através do nosso painel, os clientes podem consultar em tempo real os resultados da campanha deles (ligações e e-mails recebidos, cliques, etc.), inclusive gravação de ligações e alertas de ligações perdidas.

Por que uma empresa contrataria os serviços de vocês, no lugar de uma agência especializada?

Oferecemos um alto retorno para um investimento baixo. Para uma PME, o custo de uma agência é muito alto. Além disso, o foco das agências está em clientes maiores, que têm alta capacidade de pagar.

Através da nossa tecnologia, podemos oferecer uma solução que traz um retorno alto com um ticket mais baixo. Oferecemos três pacotes diferentes para atender PMEs de perfis diferentes.

Por que vocês decidiram criar isso? Por que decidiram vir ao Brasil?

São 900mil PMEs de serviço no Brasil, que gastaram cerca de R$ 15 bilhões em marketing em 2012. Identificamos uma necessidade gritante nestas PMEs, que não estão aproveitando o crescimento da internet. Ou seja, quando procuram um serviço, 88% dos consumidores procuram online. Por outro lado, apenas 9% do orçamento de marketing das PMEs está investindo online. Com base nesta realidade, desenhamos a nossa solução e estabelecemos uma parceria tecnológica com a Regiohelden para acelerar nosso Time-to-market.

Os três sócios estrangeiros da empresa têm em comum o fato de terem se mudado para Brasil caçando oportunidades de empreender. O mercado é muito maior que nos seus países de origem, além de conter muitas oportunidades ainda inexploradas. Ao mesmo tempo, a vida no Brasil é muito alinhada com o gosto deles – pessoas tranquilas com mente aberta, cultura vibrante, calor, praia, etc.

*A Mountain do Brasil é uma das investidoras do Startupi nesta nova fase. Saiba mais aqui