O Jánamesa, serviço de delivery online que unifica restaurantes e lanchonetes em um portal, está expandindo seus serviços para o Rio de Janeiro e prevê chegar a Porto Alegre, Belo Horizonte e Brasília ainda em 2013. No final de 2012, a empresa recebeu um novo investimento, liderado pela Otto Capital Partners, com outros dois investidores particulares, totalizando R$ 1,5 milhão.

 Conversei por telefone com Bruno Mengatti, cofundador do Jánamesa, e ele conta que as atividades no Rio começam na primeira semana de março e o serviço chega ao Rio já com 150 estabelecimentos cadastrados –a expectativa é expandir esse número para mil, até o final do ano. O aumento da atuação do serviço de delivery também tem como foco as cidades-sede da Copa de 2014, diz um comunicado divulgado pelo site. A ideia é ampliar a atuação da startup para as cidades-sede até 2014, quando a companhia espera estar processando mais de mil pedidos por mês.

Mengatti afirma que o Rio é uma região com um mercado “muito importante para o negócio por ter consumidores com potencial de compra, que prezam por um serviço de qualidade, ágil e de fácil acesso”, diz comunicado divulgado pelo Jánamesa.

A startup foi criada em abril de 2012 por Mengatti e pela Mountain do Brasil. Em São Paulo, o site já cadastrou 1,2 mil restaurantes. Nicolas Gautier, sócio-diretor da Mountain do Brasil SCA, afirma que decidiu investir no Jánamesa por “enxergar uma oportunidade no mercado em que é possível inovar e se diferenciar para oferecer um novo e melhor serviço”.

O primeiro aporte recebido pela Jánamesa foi feito pela própria Mountain do Brasil SCA, no início de 2012, e o valor não foi divulgado.  Para 2013, o site espera alcançar a receita de R$ 3 milhões.

O mercado de delivery on-line parece estar realmente aquecido no Brasil. Em 5 de fevereiro, a Movile anunciou um investimento de R$ 5,5 milhões na iFood, que faz delivery pela internet e por um aplicativo móvel. Já o concorrente RestauranteWeb fez expansão internacional e já tem faturamento multimilionário.