Não sou macaquito que ama tudo que é gringo e procuro controlar muito meu complexo de vira-lata mas, convenhamos, participar de um TC Disrupt é foda.

Desculpe-me a palavra, apropriada para um tweet, mas talvez meio agressiva para um post talvez, só que é isso mesmo: é foda!

Eu explico:

 

1. A energia empreendedora que rola num evento como esse, com milhares de pessoas assistindo, participando, apresentando, expondo (como eu com a Appies) e circulando, é a mais pura cachaça do mundo. Não tem como entrar aqui e não querer mudar o mundo!

2. As pessoas que vemos, seja palestrando, seja circulando pelos corredores, são aquelas todas que lemos e seguimos todos os dias no Tech Crunch. Vai dizer que isso não é foda?

3. A franqueza americana nos papos e palestras é desconcertante de tão boa. Cada povo tem a sua cultura, mas essa parte do jeitinho americano de ser, ou seja, mega direto, falando tudo na cara, para mim é muito bom. Multiplica o aprendizado por 1000!

4. A sensaçãode estar construindo o futuro junto com a galera de primeiríssima linha é algo indescritível. Nos Disrupt nasceram muitas das empresas que são líderes como AirBNB, LinkedIN, etc. etc.

5. O tapa na cara em relação ao nível de profissionalismo, seriedade e comprometimento também é porrada. It’s real business, not bla bla bla.

6. E é incrível a sensação de que o Brasil está finalmente mudando, com 38 startups brasileiras presentes por aqui, mostrando seu valor, e botando sua cara a tapa.

Se você é empreendedor, venha. Se você ainda não é mas quer ser, venha mais ainda. Vale cada centavo investido!