Para a empresa norte-americana Loyal 3, dar likes e engajar em conversações pode ser interessante para marcas, mas pode haver uma forma muito mais direta de estimular a lealdade dos consumidores: vendendo ações. “É muito interessante que agora as pessoas possam comprar ações de empresas como Coca-cola ou Apple pelo mesmo preço de grandes compradores, mas sem pagar taxa e dentro do Facebook”, comentou no palco do Disrupt o co-fundador Chris Kelly.

Ok, a tese não é nova, mas o modelo é. Eles não cobram taxas de transação, apenas as empresas interessadas em venderem ações precisam contratar o serviço. Os usuários apenas precisam ser residentes nos Estados Unidos e ganham inclusive o direito de comprar poucas ações em ofertas públicas iniciais (IPOs) pelo mesmo preço que grandes instituições pagam.

Interessante ver esta ferramenta ser apresentada de forma tão fluida para o público, e também como um produto bem resolvido. Fica a dica para diversas startups, inclusive brasileiras, que abordam o problema-oportunidade de “poucas pessoas entendem de investir em ações”.