Enjoei da comunicação malandrinha deste marketplace online que mistura bazar com brechó, onde você pode anunciar aqueles seus pertences bacaninhas dos quais você já enjoou.

Bom, já enjoei de falar sobre isso. Agora com a palavra, Tiê Lima, conhecido profissional de publicidade, novo responsável pelo site que se chama justamente Enjoei.

“Tudo começou como um blog em 2009, como um lugar para vender aquilo que você ainda gosta, mas não usa mais. A Ana (minha mulher) criou esse site para vender as coisas dela inicialmente, pois o armário estava abarrotado.

Logo, gente de todos os cantos começarm a enviar seus produto para vender também. Tudo que entra no site desde o lançamento passa por uma curadoria antes de ir ao ar. Os produtos quase nem esquentam a prateleira. São vendidos logo.

De 2009 para cá mais de 1 milhão de pessoas passaram pelo nosso site e a audiência é fiel, mais de 100 mil pessoas já visitaram nosso site mais de 200 vezes. Hoje temos quase  40 mil fãs no facebook, 10 mil usuários cadastrados e 5 mil followers no twitter.

Nesse ano resolvi que gostaria de fazer disso algo maior, onde mais gente conseguisse enviar seus produtos e mais gente conseguisse comprar. A idéia é crescer muito mais”.

Ele informa que partir desta semana o site funciona assim:

  • mais produtos;
  • organizados por categorias;
  • mais fácil de vender: basta um clique;
  • mais fácil de comprar: também basta um clique;
  • quem vende ganha perfil de usuário, paga 20% de comissão mais R$ 2,15 de taxa;
  • quem compra paga pelo produto e pelo frete;
  • após a compra confirmada, os dados do comprador e do vendedor são revelados para que o processo de entrega possa ser acompanhado.

Tudo explicado em www.enjoei.com.br/lancamento.