Há alguns dias, publicamos um artigo sobre lean startups, escrito por um leitor. Outro leitor comentou que as lean startups estavam passando por um processo de orkutização. Outro triplicou dizendo que as aceleradoras também estão se tornando a “moda do ano”.

Que tal olharmos isso direito?

Um dos empreendedores que mais recentemente enviou artigo opinativo para publicação no Startupi, Fernando de la Riva, defendeu que Lean startup impulsiona nova onda de empreendedorismo no Brasil. Claro que o artigo teve vários efeitos: colaborar com um olhar sobre a evolução histórica das formas de se empreender na Internet; apresentar o profissional e a empresa ao público startup; e “vender o peixe” de como eles “entendem das coisas”. E aí­ iniciou-se uma polêmica.

Popularidade x quantidade x qualidade

qualidade_quantidade_popularidadeA questão toda é a relação entre quanta gente conhece um assunto (mesmo que superficialmente) versus quantas pessoas adotam a metodologia versus quantas pessoas obtêm sucesso adotando a metodologia. Os números (na imagem ao lado) da enquete anterior mostram que, mesmo entre o pequeno universo de respondentes, um número muito parecido de pessoas conhece os conceitos e os colocam em prática. No entanto, poucos especificam de que forma estão aplicando, em que estágio estão.

Reconheço que os dois leitores que levantaram a problemática são os “primeiros especialistas” brasileiros nos assuntos em questão, os primeiros a introduzirem esses assuntos e práticas (lean e aceleração) com propriedade no mercado. Yuri Gitahy fundou a Aceleradora em 2007 e Eric Santos é empreendedor, um dos mentores pela Aceleradora e escreve sobre lean startups e customer development no Manual da Startup há um bom tempo.

Entrevista pública

Empreendedores, o que vocês acham disso? Consideram que aceleração e mentoria são um tipo diferente de consultoria e assessoria? Entendem diferenças claras nas formas de atuação dos profissionais que ajudam?

Acreditam que a orkutização – ou popularização de um assunto de forma superficial – contribui para a evolução do mercado? Passa a discussão para um nível mais alto? E quanto disso depende de s conseguir aplicar tudo e obter sucesso?

Yuri, Eric: querem desenvolver mais o assunto?

Alguém mais?