A Boo-box, startup paulistana que recebeu investimento da Monashees Capital (MC+), é reconhecida por ter lançado um inovador sistema de publicidade para redes sociais, proporcionando indiretamente comissões de vendas para cada vez mais blogueiros.

Após algumas adequações em seu business plan e novidades enquanto produto, há poucos dias a empresa anunciou parcerias pra lá de estratégicas: ao mesmo tempo, complementam seus serviços e especializam sua atuação, resultando em um posicionamento inovador e com um valor agregado de altíssima qualidade.

Resumindo, desde o início a Boo-Box programou vitrines virtuais que publishers (como os blogueiros) podem configurar e inserir em seus blogs e sites. Sim, e isso é bem diferente dos anúncios automáticos que vemos aos milhares por aí­, que só fazem um filtro pobre de acordo com o perfil de navegação e o teor do conteúdo. Já a contextualização via Boo-box dá um controle maior ao blogueiro (e mais qualidade na recepção aos leitores). Recentemente, este sistema se tornou ainda mais aprimorado.

Argentina finalista do TechCrunch chega com análise semântica e novata brasileira chega com perfil de audiência

Agora a Boo-box pode se sustentar de forma mais especial sobre trás pilares: preferências do publisher, análise semântica do conteúdo e análise do perfil da audiência.

Com a Popego, startup argentina que foi uma das finalistas no TechCrunch 50, é possível categorizar os sites da rede Boo-box em segmentos pré-definidos, possibilitando que o sistema associe sites e campanhas automaticamente. Além desse valor agregado, a Boo-box e seus publishers associados agora conta também com os estudos de hábitos de navegação, realizados pela novata brasileira Navegg. “Conheça seus visitantes e adapte seu site a eles em tempo real” é a chamada do serviço.

Conforme a equipe publicou no blog da empresa, “a Boo-box mantém um esforço contínuo de inovação com foco em uma melhor contextualização, que seja a mais assertiva possível, para que a publicidade realmente possa complementar o conteúdo”.

Por enquanto é isso (só para repassar a novidade e lembrar da história), mas aguardem mais posts sobre Navegg, Popego e Boo-box. Posts anteriores mencionando Boo-box no Startupi, aqui.