O migre.me, serviço de encurtamento de URLs brasileiro que tem crescido rapidamente, lançou na semana passada uma barra que fica no topo da tela dos links que ele redireciona (exemplo aqui, screenshot abaixo). Por enquanto a barra só aparece para quem clica links que saem no RSS ou no Twitter do migre.me. Posteriormente o Jonny Ken, desenvolvedor da ferramenta, afirmou que deve estender a funcionalidade à home do serviço.

Coincidentemente o Digg, serviço americano de “social news”, com links aliados à relevância por votos da multidão, também lançou sua barra na semana passada, e as implicações são enormes. Nos dias de hoje, no qual o Twitter tem se tornado um grande filtro diante da massa gigantesca de informações que temos à disposição, links curtos são importantes. O Digg, junto à sua barra, criou um encurtador de URLs e agregou serviços do site.

No caso do migre.me a barra tem a função de facilitar o acesso a ferramentas do site como o retuitar (reenviar o link ao twitter), ver os bookmarks das pessoas, além de fortalecer a marca do serviço. Aos donos de sites, blogs, etc, não se preocupem pois todas as suas formas de monetização e métricas dentro do seu espaço continuam funcionando normalmente.

migreme-barra

Achei interessante, não chega a ser um incômodo, mas prejudica quando você abre muitas abas e fica sem saber do que se trata aquela aba com a barra do migre.me. Por sorte é fácil retirá-la, mas não é permanente – o Jonny explica que não quer encher os navegadores de cookies – quando você clicar novamente em um link que contenha a barra, ela vai reaparecer.

Agora que tem a barra, o migre.me poderia adotar alguma forma de avaliar após o clique se o link faz sentido ou não, uma espécie de “thumbs up ou down“. Pode ser a nova etapa para tornar o filtro cada vez melhor.