Há pouco mais de um ano, a Trashin, empresa especializada em logística reversa, gestão de resíduos 360° e ESG, firmou uma parceria com o Shopping D para coleta e destinação adequada dos resíduos produzidos no centro comercial.

Com um método inovador, a Trashin fez sinalizações adaptadas para atingir o público de forma eficiente por meio de iconografia, ilustrações, QR Codes e linguagem acessível. Além disso, promoveu treinamentos presenciais com lojistas e colaboradores do shopping para orientá-los sobre a separação adequada dos resíduos. Nas telas digitais espalhadas pelos corredores do Shopping D, foram colocadas instruções animadas de como descartar corretamente os resíduos, diminuindo as dúvidas e promovendo a mudança de atitude dos consumidores que circulam pelo centro comercial.

Trashin

Trashin e Shopping D trabalham em parceria há um ano. Divulgação

O Gerente de Operações do Shopping D, Alex Dionizio, destaca que o centro comercial busca sempre novas soluções que visam minimizar problemas ambientais e sociais. “Nosso compromisso é sempre buscar soluções sustentáveis e a parceria que construímos com a Trashin tem exatamente esse objetivo. Queremos proporcionar uma experiência positiva entre nossos clientes e colaboradores, visando construir uma sociedade mais justa e sustentável”, afirma Alex.

Números da Reciclagem

Desde o início da parceria, a Trashin já coletou 410.679,4 kg e, ao aplicar o descarte e a destinação correta dos resíduos, foi possível reciclar mais de 105.115,3 kg do material coletado.

Para alcançar esses números expressivos, mesmo diante de uma pandemia, a atuação da Trashin através de dicas, orientações, treinamentos e sinalizações foi essencial.

“Nosso método busca sempre gerar impactos positivos em todas as frentes: ambiental, social e econômica, não só para as empresas e condomínios que atendemos, mas também para toda sociedade”, finaliza Sérgio Finger, CEO da Trashin.

Desde abril de 2020, a Trashin foi responsável por reciclar 96.174,7 kg de papel, 4.602,9 kg de plástico, 2.143,8 kg de metal e mais de 2.193,9 kg de vidro do total de resíduos gerados pelo Shopping D.

“Já foram reciclados cerca de 25% do volume total gerado no centro comercial, mas nossa meta é aumentar ainda mais esse percentual. Por isso, através da educação ambiental, aumentamos o descarte correto dos materiais e, assim, impactamos positivamente este percentual”, exalta Sérgio.

Impacto ambiental

Como amostragem da importância do trabalho realizado pela Trashin no centro comercial, já foi possível evitar 71.507,11 kg de emissão de CO2 a partir da devolução dos materiais recicláveis coletados para a cadeia produtiva. “É um grande passo a caminho de um mundo melhor, a redução na emissão de CO2 ainda é algo que precisa tomar maiores proporções, mas fazer parte desta evolução é motivo de orgulho para nós”, destaca o CEO.

Além disso, também foi possível preservar aproximadamente 2.888 árvores, com o reaproveitamento de papel, economizando 597,7 kg de petróleo, com a reciclagem de plástico, e deixou de usar 1.687,6 kg de areia para a produção de vidro. 

“Os dados evidenciam a economia de recursos naturais que as medidas adotadas pela Trashin geram. Nossa meta é aumentar sempre esses números e assim contribuir para um mundo mais sustentável”, comemora Finger.

Expansão 

Com a busca cada vez maior por iniciativas sustentáveis e ligadas às métricas ESG (Environmental, Social and Governance) em todo o mundo, a Trashin busca agora expandir este mercado de atendimento a shoppings e outros centros comerciais. 

“Nossa meta é ampliar o serviço prestado em shoppings e grandes centros comerciais, pois isso deve influenciar de forma positiva a sustentabilidade em nosso país; além de ser um bom exemplo para os públicos que circulam nesses locais”, reforça Sérgio.