Foi diretamente do Cássio Spina que recebemos a informação: a startup ChefsClubmezzo carioca, mezzo dinamarquesa – agora integra o portfólio da Altivia Ventures, que é comandada pelo próprio Spina.

“O ChefsClub é o clube de vantagens para apaixonados por gastronomia”, informou Spina em comunicado. “Os sócios do ChefsClub tem benefícios exclusivos nos melhores bares e restaurantes, com descontos de até 50%, extensível para até dez acompanhantes, pode ser usado todos os dias, o ano todo e sem limite de uso.”

A parceria de negócios não envolve montantes financeiros, mas um recurso para ampliar a atuação desta startup sobretudo em São Paulo, tido como o celeiro da gastronomia brasileira, segundo me relatou o CEO Guilherme Mynssen por telefone. Por outro lado, a startup já teve R$ 1,8 milhão em aportes dados por investidores anjos brasileiros – o último ocorreu há seis meses.

O ChefsClub funciona da seguinte maneira: o consumidor paga uma assinatura mensal de R$ 119 ao ano, por meio da qual consegue usufruir de descontos entre 30% e 50% em restaurantes cujo ticket médio é R$ 50 a R$ 60 por pessoa (sem contar bebidas e sobremesa, para as quais o clube não dá desconto). Aqui em São Paulo, por exemplo, são associados restaurantes como o Paris 6 Bistrô, o Spazio Gastronômico, o Colher de Pau, o Dona Lucinha e outros.

“Não temos redes de fast-food ou um D.O.M, mas são restaurantes extremamente qualificados. Cada restaurante se adapta de acordo com o que pode fornecer – alguns têm desconto para quatro, cinco acompanhantes”, explicou Mynssen. “Basta apresentar o cartão do clube ou o CPF para usufruir nos restaurantes credenciados”, continua.

São 450 estabelecimentos espalhados por cidades como Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Balneário Camboriú – as casas associadas podem ser consultadas no site.

Mynssen conta que o modelo de negócios começou a ser desenvolvido por um sócio brasileiro e três dinamarqueses durante um mestrado na Copenhagen Business School – o Brasil foi escolhido como área de atuação porque não havia nada similar à época. Hoje, a startup tem um ano e meio de funcionamento.

A receita do ChefsClub é bem simples, conforme elucidou o cofundador: “você dá desconto e o cliente gasta mais, além de ser uma forma de aumentar a frequência dele no lugar”.